Início » Blog » Empréstimo consignado: como funciona, vantagens e desvantagens

Empréstimo consignado: como funciona, vantagens e desvantagens

Cofre em formato de porco com uma pessoa calculando no plano de fundo.

Você sabia que no empréstimo consignado, o valor do crédito é descontado direto na folha de pagamento? Ou seja, as parcelas mensais são debitadas do salário de quem está na ativa ou dos vencimentos da aposentadoria. Por essa razão, o consignado tem como público-alvo as pessoas que possuem registro na Carteira de Trabalho ou são servidores públicos, pensionistas e aposentados.

Ganhando cada vez mais espaço no mercado, o consignado, usado de maneira correta, veio para ajudar aqueles que estão passando por um momento de instabilidade em suas finanças. Pode-se dizer que o empréstimo consignado, por oferecer excelentes condições de contratação, faz parte da lista de opções, caso esteja precisando de dinheiro extra.

Com os bancos assumindo um risco muito menor, os juros ficam abaixo de um empréstimo corrente. Isso é possível porque a parcela o valor emprestado é abatido diretamente no salário e a probabilidade de procrastinação e inadimplência acabam sendo bem menores.

No entanto, nem todos os interessados que trabalham de carteira assinada da iniciativa privada têm os mesmos requisitos porque podem ser demitidos a qualquer momento. Por isso, as taxas mais atraentes são aplicadas, na maior parte dos casos, para funcionários públicos, pensionistas e aposentados.

Como funciona o empréstimo consignado

  • Com limite salarial

Para avaliação e aprovação do consignado, a instituição financeira analisará o extrato ou o contracheque do benefício do solicitante. Assim, o valor liberado resultará também da disponibilidade de margem consignável. Porém, o limite de empréstimo precisa ser menor do que a margem do crédito. As organizações privadas, inclusive, podem definir um limite salarial para os empréstimos, pensando na saúde financeira dos colaboradores.

  • Sem taxa de abertura

No empréstimo consignado não há o recolhimento da TAC (Taxa de Abertura de Crédito) ou quaisquer outros encargos extras para contratação ou simulação do serviço. Logo, não existe a necessidade de pagamento ou depósito antecipado para ter a análise ou liberação do empréstimo. Caso isso aconteça ou seja proposto pela instituição financeira, saiba que é uma prática ilícita que deve ser denunciada.

  • Sem fiador e avalista

Na contratação do empréstimo consignado não há exigência de fiador ou avalista. Ocorre que o próprio interessado em tomar o empréstimo se ajuíza pela quitação da dívida, tendo o valor das parcelas abatidas do seu salário ou benefício, o que, por consequência, diminui a burocracia do processo.

Quem pode obter um empréstimo consignado?

As categorias profissionais habilitadas para receber e contratar o serviço consignado são as seguintes:

  • Militares das Forças Armadas;
  • Pensionistas INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e aposentados;
  • Trabalhadores de empresas privadas;
  • Servidores Públicos (Municipais, Estaduais e Federais).

Cada classe pode ter regras próprias quanto ao uso do empréstimo consignado. Por exemplo, prazos de pagamentos e idades mínimas podem variar. Mas, independentemente disso, é muito fácil adquirir o crédito.

E quem pode precisar de um empréstimo consignado?

É uma possibilidade acessível para quem esteja passando por uma crise financeira ou enfrentando uma situação inesperada e pontual e, diante disso, e acabaram eventualmente ficando inadimplente no mercado ou negativado. Aliás, é importante saber que as instituições não fazem pesquisa no SERASA ou SPC.

Assim, em todas as circunstâncias autorizadas, é preciso que a empresa ou organização que paga o salário ou o benefício, esteja conveniada com os bancos. O interessado no empréstimo pode escolher qualquer banco, sem precisar ser correntista. Desse modo, é possível realizar simulações e mensurar qual o banco ideal para efetuar o empréstimo consignado.

Quais as vantagens e desvantagens do consignado?

Como toda operação financeira, o empréstimo consignado apresenta vantagens e desvantagens, como você confere a seguir:

Vantagens

  • Decidido pelo empréstimo consignado, você consegue a aprovação no banco ou na instituição financeira com maior rapidez e menos burocracia. Este é um diferencial e um dos grandes atrativos na comparação com outros créditos pessoais disponíveis no mercado.
  • Outra vantagem é que, em diversos casos, avalia-se a concessão do crédito em até 48h. Além disso, deposita-se o valor na conta corrente de maneira rápida e eficiente.
  • As parcelas do empréstimo são debitadas diretamente do benefício ou salário.
  • No momento de fechar o contrato, já ficam estabelecidas as taxas de juros, sem mudanças ao longo do prazo, o que permite que seja feito um planejamento e um provisionamento para que não haja problemas financeiros.
  • Caso você tenha uma grande dívida e os juros cobrados sejam altos quitá-la, o consignado é a alternativa que “cabe no seu bolso” para resolver essa adversidade e sanar as perdas financeiras.

Desvantagens

  • Por causa do abatimento no seu benefício ou salário, o empréstimo consignado tem uma data fixa para ser descontada. Isso significa que se você passar por qualquer dificuldade financeira em algum momento, não será possível adiar o pagamento.
  • A conhecida “margem consignável” define que o crédito não pode ultrapassar 30% da sua renda. Por isso, se você já conta com outro empréstimo, a somatória das duas parcelas não pode ultrapassar essa porcentagem.
  • Se você está no regime CLT (Carteira de Trabalho) e for demitido, sua dívida será saldada de uma só vez. Mas você pode pedir a troca do consignado para pessoal. Neste caso, considerando as taxas de juros e outras condições, o valor emprestado aumenta.

É possível ter mais de um empréstimo ao mesmo tempo?

Você pode fazer mais de uma solicitação de empréstimo. Porém, cuide o limite estabelecido pelo credor porque a soma das parcelas dos empréstimos deve ser menor.

Por exemplo:

Digamos que a soma permitida seja 35% do seu salário. Se você tem um salário de R$2.000 e a parcela do seu empréstimo atual é R$200, poderá fazer um novo empréstimo. Mas nesse caso, o valor da parcela não seja superior a R$500.

Todas as condições e taxas, porém, podem fazer do empréstimo uma alternativa não tão aconselhada dependendo do momento em que sua vida financeira se encontra.

Por isso, muitas pessoas recorrem ao consórcio quando precisam de dinheiro extra para conquistar um objetivo específico. Sem entrada, essa modalidade está disponível amplamente no mercado.

Você pode fazer uma simulação aqui e conhecer as melhores condições para um consórcio. Aproveite!