Início » Blog » Empréstimo para aposentado: como conseguir crédito no mercado

Empréstimo para aposentado: como conseguir crédito no mercado

mulher executiva conversando com um casal de idosos

Um empréstimo pode ser o que você precisa dinheiro para tirar um projeto do papel ou realizar um sonho. Por isso, muitas pessoas procuram instituições financeiras para ter acesso ao crédito e comprar um imóvel, fazer uma viagem ou quitar uma dívida antiga.

Esses e outros objetivos, muitas vezes, surgem ou voltam a se intensificar quando a pessoa não está mais no mercado de trabalho e, nesse cenário, o empréstimo para aposentados pode ser uma opção muito interessante!

Afinal, nessa categoria estão algumas das linhas de crédito mais baratas do mercado. A estabilidade financeira de um aposentado inspira confiança nas empresas, que oferecem taxas de juros mais acessíveis, análise de crédito simplificada e longos prazos de pagamento.

Mas você quer saber mais sobre o assunto? Então acompanhe o artigo e entenda como funcionam os empréstimos para aposentados, quais tipos existem e quanto custa geralmente.

Como funciona o empréstimo para aposentado?

A operação trata-se de uma concessão de crédito por instituições financeiras a pessoas que já alcançaram a aposentadoria, mesmo aquelas pessoas que ainda trabalham atualmente. Por essa concessão, naturalmente, as empresas cobram juros e outros encargos.

O solicitante deve quitar as parcelas mensais por meio de boletos ou de débito automático em sua conta bancária. A forma de pagamento depende do tipo de empréstimo contratado. Se você é aposentado ou aposentada e deseja acesso ao crédito dessa maneira, deve simular planos em diferentes instituições financeiras, a fim de comparar custos e benefícios.

Nesse sentido, após estudar as propostas e decidir qual é a melhor opção, basta fazer a solicitação, entregar os documentos e esperar a liberação do dinheiro em sua conta bancária, o que costuma acontecer em até 72 horas.

Antes disso, no entanto, o banco pode fazer uma análise de crédito, a fim de observar o histórico financeiro do solicitante. No entanto, no empréstimo para aposentados, essa etapa costuma ser simples.

Existem, ainda, outros fatores que podem influenciar a liberação do crédito, a quantidade de parcelas e as taxas cobradas pela instituição financeira. A idade do solicitante, por exemplo, é um desses elementos. Algumas empresas limitam a concessão ou o valor de alguns empréstimos para aposentados idosos.

Por outro lado, o empréstimo para aposentado negativo costuma ser concedido! Afinal, a cobrança pode ser feita diretamente do benefício do cliente, o que proporciona mais garantia ao banco que, assim, confia em liberar o crédito.

Esse benefício pode ser muito importante para consumidores que têm o nome inscrito em órgãos como o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e o Serasa. Assim, eles podem realizar seus sonhos e até mesmo quitar suas dívidas, limpando suas restrições no mercado.

Quais opções de empréstimo para aposentado existem?

Basicamente, existem dois tipos de empréstimos para aposentados. O primeiro deles é o mesmo que é contratado por qualquer pessoa. Nesse cenário, a instituição financeira desconta o valor da prestação mensal diretamente da conta bancária do cliente ou emite boletos.

O empréstimo pessoal, no entanto, não tem as melhores taxas do mercado, pois o risco de inadimplência é maior e, por isso, as instituições financeiras cobram mais juros. Por outro lado, se o aposentado tiver outra fonte de renda, seja um trabalho ou lucros provenientes de sua empresa, o valor do empréstimo pode ser maior.

Isso acontece por que as instituições financeiras consideram como renda pessoal do solicitante a soma entre suas receitas, o que não acontece no empréstimo consignado. Nesse caso, as empresas utilizam na base de cálculo apenas o valor da aposentadoria.

Essa desvantagem, no entanto, pode ser compensada pelos juros mais baixos. O empréstimo consignado retira o pagamento das parcelas na fonte, ou seja, no valor da aposentadoria e, por isso, o risco de inadimplência é muito menor.

Assim, as empresas oferecem juros mais baixos, facilitam a aprovação na análise de crédito e costumam aceitar prazos mais longos do que no crédito pessoal.

Quem pode solicitar um empréstimo consignado?

Você pode solicitar um empréstimo consignado se você é, por exemplo:

Há limites, no entanto, para a contratação desse tipo de empréstimo para aposentados. O valor das parcelas mensais devem limitar-se a 30% do salário ou benefício, conforme a legislação brasileira. Além disso, as instituições financeiras podem impor outras limitações, como um crédito ou prazo máximo de acordo com a idade do solicitante.

A utilização de parte do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) como garantia no empréstimo consignado também é uma possibilidade. Você precisa verificar no site da Caixa Econômica Federal se essa modalidade é atualmente aceita.

Quanto custa o crédito em um empréstimo para aposentado?

No site das principais instituições financeiras você consegue fazer uma simulação online do quanto custa a contratação de um empréstimo para aposentado, seja pelo acesso à linha de crédito pessoal ou ao empréstimo consignado.

A taxa de juros é um dos principais encargos da contratação, mas há outros custos, como o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e um valor para seguro, que também devem ser considerados a fim de conhecer o CET (Custo Efetivo Total). Isto é, a soma de todas as despesas do crédito.

Além de observar o custo do empréstimo para aposentados na instituição financeira, leia bem o contrato e entenda as demais informações, inclusive o prazo de pagamento, que naturalmente influencia o valor dos juros.

O empréstimo pessoal costuma ter taxas maiores do que o empréstimo consignado, como já comentado anteriormente, devido ao menor risco de inadimplência. Aliás, esta última linha de crédito oferece algumas das taxas de juros mais baratas do mercado e os maiores prazos para pagamento.

A seguir, você pode conferir como o Banco do Brasil, o Bradesco, a Caixa Econômica Federal e o Santander cobram essas taxas, de acordo com o site do Banco Central do Brasil.

Crédito pessoal consignado

INSS

  • Banco do Brasil: 1,56%
  • Bradesco: 1,58%
  • Caixa Econômica Federal: 1,53%
  • Santander: 1,64%

Privado

  • Banco do Brasil: 1,55%
  • Bradesco: 2,16%
  • Caixa Econômica Federal: 1,44%
  • Santander: 1,96%

Público

  • Banco do Brasil: 1,21%
  • Bradesco: 1,11%
  • Caixa Econômica Federal: 1,17%
  • Santander: 1,17%

Crédito não consignado

  • Banco do Brasil: 3,51%
  • Bradesco: 5,06%
  • Caixa Econômica Federal: 1,71%
  • Santander: 4,56%

Essas porcentagens representam médias do custo efetivo das linhas de crédito desses bancos em um determinado período. No entanto, é recomendável ao aposentado fazer a simulação no site da instituição financeira para comparar melhor os custos e outras condições do empréstimo. 

Além disso, considere que essas são apenas médias entre diversos empréstimos concedidos pelos bancos. A empresa pode oferecer uma linha de crédito mais barata ou mais cara, de acordo com o valor contratado, as garantias do consumidor, o prazo e outros fatores de risco observados.

Conclusão

E enfim, agora você já sabe como conseguir crédito no mercado com mais facilidade, agilidade e com juros mais baixos. O empréstimo para aposentados é uma opção viável e uma das mais interessantes para pagar por produtos e serviços de alto valor.

Se você tiver interesse em solicitar dinheiro a uma instituição financeira para tirar seus projetos do papel ou quitar dívidas antigas, lembre-se de simular e comparar o custo efetivo total das opções e considere as outras informações no contrato.

Você pode ainda procurar outras maneiras de obter crédito. O consórcio, por exemplo, pode ser uma excelente alternativa dependendo da sua necessidade. Para saber mais e tirar todas as suas dúvidas, clique aqui e entenda melhor como funciona um consórcio!