Início » Blog » Conheça o financiamento rural e entenda essa opção!

Conheça o financiamento rural e entenda essa opção!

uma mão segurando um pacote em frente a uma plantação

As operações para quem lida com o campo costumam ter um valor mais alto, afinal, tratam-se de vastas áreas e de equipamentos caros. Para ajudar o produtor, existe o financiamento rural, que oferece crédito para quem quer promover melhorias nas atividades.

Neste artigo, vamos explicar como funciona esse financiamento, seus principais tipos, entre outros detalhes importantes sobre o assunto. Confira!

O que é financiamento rural?

Podemos definir esse financiamento como linhas de crédito liberadas para o desenvolvimento de atividades pecuárias e agrícolas, como forma de incentivo à produção rural.

Apenas para que você tenha uma noção clara da importância das atividades do campo para a economia brasileira, em 2019 o setor representava 21,6% do PIB, segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Ou seja, o financiamento rural é um crédito importante não só para viabilizar a vida dos trabalhadores e produtores, como também para movimentar uma fatia importante da economia.

A verba para esse crédito vem principalmente do BNDES, de fundos constitucionais, da Poupança Rural e dos investimentos em LCA.

Quais são os objetivos desse incentivo?

O financiamento rural foi criado em 1965, e pretende viabilizar a obtenção de recursos por pessoas envolvidas no setor agropecuário, de pequenos produtos a grandes centros de pesquisa.

Dessa maneira, podemos citar como principais intuitos desse crédito:

  • estimular os investimentos rurais que não estejam ligados ao extrativismo predatório;
  • fortalecimento do setor rural;
  • desenvolvimento de atividades rurais e pesqueiras que contribuam para a oferta de empregos;
  • incentivo à introdução de métodos que priorizem o aumento da produtividade e a preservação do solo;
  • estímulo ao turismo rural e ao artesanato.

Quais são os tipos de crédito existentes para o setor rural?

Cada linha de crédito é voltada para um objetivo específico. Conheça as mais importantes.

Modalidade corrente

Propõe o fornecimento de recursos, sem oferecer nenhum tipo de assistência técnica ao produtor. 

Modalidade educativa

Como o objetivo desse financiamento é melhorar a produção agropecuária, também há a prestação de assistência ao produtor rural, seja para orientar o trabalho ou elaborar um projeto.

Modalidade especial

Os recursos são direcionados para as cooperativas rurais. Posteriormente elas se responsabilizam a destinar o valor para projetos de colonização e reforma agrária.

E as finalidades do crédito rural?

Não existem apenas modalidades diferentes de financiamento, mas também finalidades diferentes para cada linha de crédito.

  • custeio agrícola: voltado, em primeiro lugar, para cobrir as despesas, do momento do plantio até a colheita;
  • crédito de investimento: para a compra de bens ou serviços, como a aquisição de um maquinário para facilitar alguma tarefa de produção;
  • crédito de comercialização: facilita a comercialização dos produtos agrícolas, cobrindo as despesas embutidas;
  • industrialização: agrega valor aos produtos agropecuários ao passo que facilita a industrialização.

Quais são as vantagens do financiamento rural?

A produção rural é um trabalho que conta com um longo ciclo, exigindo paciência e recursos de sobrevivência até que haja o retorno financeiro do investimento inicial.

Isso traz diversos desafios ao produtor que, afinal, não sabe se a resposta será o suficiente para garantir os gastos, além da exposição aos fenômenos naturais capazes de prejudicar totalmente uma colheita, como geadas, secas, infestações, entre outros.

No entanto, com um planejamento bem pensado, o agricultor consegue ter mais segurança e cobrir esses problemas, além de ter condições de sustentar toda a família no período entressafra.

Além disso, esse financiamento traz condições mais interessantes do que as comumente oferecidas pelos bancos em geral.

Taxas de juros menores

Por se tratar de um incentivo agrícola, as taxas de juros são menores do que as de financiamento comuns. Nesse sentido, há ainda a possibilidade de isenção ou redução de algumas taxas de serviço.

Prazos facilitados

Os períodos para quitação do financiamento variam entre 1 e 2 anos, mas os financiamentos do BNDES, por exemplo, podem dar até 10 anos de prazo para pagamento.

Dessa forma, com prazos e valores diferenciados, o produtor consegue promover as melhorias necessárias e acertar o investimento com tranquilidade.

Categorias adequadas

Cada finalidade de produção conta com uma modalidade específica de financiamento. Isso traz mais opções ao agricultor e garante crédito e assistência de acordo com as necessidades pontuais dele. 

Como solicitar o financiamento rural?

Primeiramente é importante lembrar que esse crédito é disponibilizado apenas para produtores rurais e agrícolas (pessoas físicas e jurídicas) e cooperativas. Sendo assim, o primeiro passo para solicitar o crédito é comparecer a uma das instituições financeiras que trabalham com esse tipo de produto.

A liberação depende de uma série de confirmações que devem ser mostrados pelo produtor. Por exemplo:

  • provar o não envolvimento em atividades ilícitas;
  • apresentar o orçamento pensado para o investimento;
  • comprovar que conta de meios técnicos para a execução das ações;
  • estar disponível para receber a fiscalização da instituição;
  • seguir o cronograma de uso de recursos e de execução do planejamento.

Quais são os documentos necessários para um financiamento rural?

Antes de tudo é preciso dizer que, devido aos processos de confirmação envolvidos, a obtenção do crédito rural pode demorar. Contudo, a melhor maneira de agilizar isso é já separar todos os documentos necessários.

Entre eles, podemos citar:

  • cópia de matrícula da propriedade;
  • contrato de arrendamento ou de parceria, se o produtor não for o proprietário;
  • Outorga da Água, se o financiamento destinar-se a culturas irrigadas;
  • Cadastro Ambiental Rural (CAR);
  • Declaração de Aptidão do Produtor (DAP), para produtores com faturamento de até 360 mil reais por ano;
  • histórico de notas fiscais emitidas.

Quais as garantias exigidas para o financiamento rural?

Também é importante apresentar as garantias exigidas para a concessão do financiamento, que podem variar de acordo com o tipo de investimento e o prazo para a quitação das parcelas.

As solicitadas com mais frequência são:

  • aval ou fiança;
  • hipoteca;
  • alienação fiduciária;
  • penhor agrícola, florestal, cedular, pecuário e mercantil;
  • seguro rural;
  • proteção de preço futuro de commodity. agropecuária.

Contar com uma garantia e apresentá-la na hora de solicitar o crédito certamente facilita a liberação do valor, dando à instituição a segurança de que esse valor será devolvido.

E então, ficou mais claro o que é o financiamento rural e todos os aspectos relacionados a ele? Se você trabalha com agropecuária, é importante se aprofundar mais sobre o assunto e conhecer todos os recursos disponíveis para a sua área de produção.

Continue acompanhando os conteúdos da  Zelas Finanças para mais dicas!