Início » Blog » O que é empréstimo consignado?

O que é empréstimo consignado?

Sempre é um desafio para a pessoa pagas todas as contas no final do mês. Muitas vezes, acontece que isso acaba não ocorrendo por uma série de fatores, como desemprego ou faturamento baixo, caso esta seja um empreendedor. Então, para conseguir o capital necessário, a alternativa é recorrer ao empréstimo. Conheça neste artigo como funciona o empréstimo consignado, uma das linhas de crédito mais baratas do mercado.

Como o Empréstimo Consignado surgiu?

O empréstimo consignado surgiu durante o primeiro mandato do ex Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com a medida provisória 130/2.003

Essa modalidade de empréstimo tinha a intenção de diminuir o endividamento dos Trabalhadores, Aposentados e Servidores Públicos através de uma forma de financiamento com juros mais baixos e risco de inadimplência reduzido, além de facilidade de análise e aprovação.

Como funciona?      

As parcelas são descontadas direto do salário ou da aposentadoria. Quem trabalha com carteira assinada, é aposentado, pensionista no INSS ou servidor público pode conseguir o empréstimo com facilidade. Quem realiza este tipo de empréstimo precisa se programar muito bem, pois há vantagens e desvantagens.

Quem pode contratar um Empréstimo Consignado?

Para contratar um empréstimo consignado é necessário ter uma fonte de renda fixa garantida, pois essa modalidade de empréstimo é descontado automaticamente do salário ou do benefício recebido.

 As categorias que se encaixam neste requisito são: 

  • Aposentados e Pensionistas INSS (Instituto Nacional do Seguro Social);
  • Servidores Públicos (Federais, Estaduais e Municipais);
  • Militares das Forças Armadas; e
  • Trabalhadores de empresas privadas.

Servidores públicos, aposentados e pensionistas são os que mais tem vantagens para essa modalidade de empréstimo, pois os bancos entendem que eles possuem maior estabilidade financeira. Desta forma, as condições são ainda melhores para contratar crédito consignado, como: taxa de juros mais baratas e prazo maior para pagamento da dívida.

No caso de trabalhadores de empresa privada, é necessário que a empresa em que trabalha, tenha convênio com algum banco.

Qual é a taxa de juros do Empréstimo Consignado?

Esta forma de empréstimo é considerado uma modalidade de empréstimo com garantia, devido o desconto da parcela ser feito diretamente na folha de pagamento/ benefício. E por este motivo apresenta taxas de juros mais baixa.

Para aposentados, pensionistas e servidores público esse juros é ainda menor, confira abaixo:

  • Crédito consignado setor público – 1,44% ao mês
  • Crédito consignado para aposentado e pensionistas – 1,78% ao mês
  • Crédito consignado para setor privado – 2,46% ao mês

Deve-se considerar o CET (Custo Efetivo Total) que é a taxa correspondente a todas as despesas e encargos incidentes nas operações de crédito. sendo assim, ao simular ou contratar um empréstimo é necessário considerar o CET como custo final.

Quais são os prazos para pagamento e limite de contratos?

Assim como toda linha de crédito, existem alguns fatores que influenciam a quantidade de parcelas liberadas, e consequentemente, no prazo máximo de quitação do contrato. O tipo de convênio, a idade e as políticas de crédito de cada banco são alguns desses fatores.

Esses prazos variam de acordo com cada convênio, os prazos mínimos variam de 12 a 24 meses. Já o prazo máximo geralmente é conforme determinado por lei. Lembrando que quanto maior o prazo de pagamento, maior será o juros cobrado.

Os contratos de crédito consignado devem limitar-se a 30% dos vencimentos do Trabalhador/ Pensionista e Aposentados do INSS, conforme a Lei n° 13.172/2015.

Não existe limite de contratos, mas a somatória deles não pode comprometer mais que 30% da renda do consumidor. Essa lei usa o princípio de razoabilidade, que considera que um limite maior que este, compromete a subsistência do consumidor. 

Quanto tempo demora para o Empréstimo Consignado cair na conta?

A liberação do empréstimo depende da aprovação de crédito. Essa aprovação costuma não demorar se comparado a outras modalidades de crédito.

Após a solicitação de empréstimo consignado, entrega de documentos e análise de crédito, o prazo para que o dinheiro seja liberado pode variar de acordo com cada Banco ou instituição financeira. Esse prazo varia de 48 a 72 horas.

Quais são os bancos que oferecem empréstimo consignado?

Essa modalidade de crédito é oferecida por diversos bancos, por ser uma linha de crédito muito atrativa com bastante procura e taxas de juros menores.

Para aposentados e pensionistas que desejam fazer um empréstimo consignado, existem 45 instituições financeiras credenciadas e autorizadas a oferecer crédito consignado para beneficiários do INSS. Assim, o consumidor pode comparar e contratar a opção de empréstimo com a menor taxa e que mais atende suas necessidades.

Para trabalhadores de empresas privadas deve-se verificar quais os bancos que têm convênio com a empresa.

Quando vale a pena pegar empréstimo consignado?

Primeiro é necessário entender a finalidade desse crédito e qual a aplicação desse recurso extra para não entrar em um endividamento. 

Saber exatamente a quantia que precisa para sair de uma situação, é fundamental para não entrar em um endividamento ainda maior.

Por possuir uma das menores taxas do mercado, que obviamente varia conforme o banco em que você solicitar o empréstimo, é uma boa ideia usar este tipo de crédito para trocar dívidas, ou seja, refinanciar dívidas. 

O empréstimo consignado também é uma boa escolha em casos de necessidade de gasto incomum ou em casos de situações de emergência, como a compra de um remédio ou um conserto em sua casa.  

Só faça um empréstimo se realmente precisar! O planejamento antes, durante e depois do contrato é essencial para organizar suas finanças.

Vantagens do crédito consignado

É certo que quem busca por um empréstimo tem seus motivos bem definidos, seja ele pagar uma divida, comprar um carro, fazer uma cirurgia ou uma viagem. Porém as dúvidas começam na hora de saber qual a modalidade de empréstimo é melhor para você.

Confira abaixo por que escolher o crédito consignado e algumas das vantagens:

  • Baixa taxa de juros: por ser uma modalidade de empréstimo que tem menor risco de inadimplência.
  • Empréstimo para negativados: Mesmo com nome negativado é possível conseguir um empréstimo, já que ele é vinculado ao seu benefício/ salário, desta forma você pode limpar seu nome e retomar seu poder de compra.
  • Limite de crédito mais amplo: você pode usar até 30%do seu salário para margem de empréstimo consignado.
  • Crédito liberado em menor tempo: a aprovação do crédito é muito mais rápida nessa modalidade.
  • desconto em folha de pagamento: isso ajuda você a se organizar melhor e não ter surpresas no final do mês.
  • Prazos longos: os prazos variam conforme cada banco, mas geralmente, quem solicita o crédito, possui prazos longos para quitar a sua dívida. Em determinados casos, o prazo pode chegar a 120 meses

Desvantagens do crédito consignado

É importante analisar as desvantagens que o empréstimo consignado apresenta e observar alguns pontos que devem ser levados em consideração:

  • Parte do salário comprometido: a boa notícia é que esse valor não pode ser superior a 30% do seu salário/ Benefício.
  • Não é possível negociar a data de vencimento do empréstimo: devido o pagamento da parcela ser vinculado ao dia em que você recebe o salário/ benefício, não será possível a suspensão do débito. Caso este empréstimo não for muito bem estudado, pode ter risco de não ser devidamente quitado e por conseqüência, precisar que haja uma renegociação de dívida.
  • Não está disponível para todos: por ser uma modalidade voltada apenas a alguns grupos de pessoas.
  • Risco de perder o seu emprego: caso você trabalhe em uma empresa privada e de uma hora para outra, será obrigatória a quitação da dívida em uma única vez ou trocar o empréstimo consignado por outro tipo de crédito, que geralmente, custa mais caro.
  • Dívida de longo prazo: Quem necessita deste tipo de crédito precisa pensar com muita calma e principalmente, se organizar para poder pagar o empréstimo no período previsto no contrato. Caso haja um imprevisto, seu planejamento pode “ir para o ralo” e portanto, você talvez não consiga pagar as parcelas.

Se eu for demitido, como fica meu empréstimo consignado?

Para trabalhador de empresa privada, que venha a sofrer uma rescisão do contrato de trabalho (seja por demissão ou pedido de dispensa), terá um valor de até 30% de sua rescisão comprometido para quitar o empréstimo.

Caso esse valor não seja suficiente para quitar o empréstimo, as demais parcelas serão cobradas através de débito automático ou boleto bancário.

E se você não tem condição financeira de pagá-las, faça uma renegociação da dívida com seu banco evitando inadimplência.

Margem consignável

Quem deseja contratar um empréstimo consignado já deve ter se deparado com o termo “Margem consignavel”. Essa informação ajuda a garantir um melhor planejamento financeiro.

Descubra o que é e porque é tão importante para entender seu orçamento pessoal e fugir de endividamento.

A margem consignável é o valor máximo de sua renda que pode ser comprometida em um empréstimo. Esse valor não pode exceder a 30% do seu salário/ benefício. Isso quer dizer que a parcela do empréstimo não pode ser maior que 30% do seu salário ou beneficio.

Esse valor teto tem a intenção de proteger o consumidor do endividamento e garantir que não comprometa o recurso necessário para os gastos básicos.

Para calcular a margem consignável você deve pegar o correspondente a 30% do seu Salário Líquido, as parcelas do empréstimo não podem ultrapassar este valor. 

Atenção antes de contratar

Antes de pegar qualquer dinheiro emprestado é muito importante que você analise as opções disponíveis no mercado e qual delas atende melhor sua necessidade. É preciso cuidado para não fazer um mau negócio e endividar-se ainda mais.

Citamos aqui alguns pontos importantes que devem ser estudados antes de contratar um empréstimo consignado:

  1. Pesquise suas opções – avalie e pesquise quais ofertas disponíveis e qual oferece melhores condições e menores taxas de juros.
  1. Cuidado com golpes – não se desespere e analise com calma os preços e condições de empréstimos oferecidos no mercado para não cair em ciladas. Pesquise sobre a instituição financeira para não cair em golpes de empresas, sites e aplicativos de fachada ou mau intencionadas.

Desconfie de dinheiro fácil com propostas sedutoras de valores muito abaixo dos praticados no mercado. 

  1. Comparação de custos total – cheque todas as propostas oferecidas e compare o Custo efetivo da operação, bem como juros, encargos, taxas e seguro do contrato.
  1. Leia o contrato – leia atentamente o contrato do seu empréstimo consignado, confira as informações relacionadas ao empréstimo em si para evitar surpresas futuras.
  1. Planeje o pagamento e cuide de suas finanças – o planejamento é importante para você conseguir manter seu compromisso em pagar as parcelas e não transformar o empréstimo em um fardo. Tenha controle de suas finanças, um bom planejamento te ajuda a fazer melhores escolhas sobre como gastar seu dinheiro.
  1. Contrate apenas o que irá precisar – por mais que insistam, somente você tem consciência da sua necessidade. E caso você precise de um novo empréstimo, terá margem para contratar.

Não aceite serviços adicionais, essas ofertas de serviços adicionais não são obrigatórias e você não precisa aceitar.

A contratação do seu empréstimo deve sempre de forma transparente e segura, e tomando os cuidados acima você garante que posteriormente, não sofrerá com surpresas indesejadas.

Essas dicas te ajudará a ter maior controle e cuidado com seu dinheiro ao longo do tempo.

Principais motivos para não ter o crédito aprovado

Conheça os principais motivos que levam as instituições financeiras à negar empréstimo consignado e como fazer para ter aprovação em menos tempo e sem contratempos.

Apesar de ser uma modalidade de crédito com diversas vantagens, não está disponível para todos os interessados. E devido a isso diversas propostas de simulação são reprovadas.

Existem outros motivos que levam os bancos à reprovar sua solicitação de empréstimo consignado. Confira abaixo alguns desses motivos:

  1. Não se enquadrar dentro de uma das categorias elegíveis ao empréstimo consignado

Apenas quem é aposentado/ Pensionista, Servidor público ou Servidor Privado tem acesso ao crédito consignado. Trabalhadores autônomos não tem crédito no consignado devido não terem renda fixa garantida.

  1. Não ter Benefício consignavel

O crédito consignável não é para pessoas com benefícios temporários do INSS ou outro tipo de pensão que não são elegíveis, para essas pessoas é necessário buscar por outra linha de crédito pessoal ou financiamento.

  1. Dados divergentes ou Desatualizados

É importante ter todas as informações atualizadas e informadas corretamente na proposta de simulação de empréstimo. Tudo deve ser conferido com atenção e verifique se todos os documentos encaminhados estão legíveis.

  1. Margem de consignável negativa

Para contratar um empréstimo consignado é necessário ter margem de crédito livre, caso você já tenha outro empréstimo e este atinja o limite de margem consignável, seu empréstimo não será liberado.

  1. Crédito Consignável bloqueado no INSS

Aposentados e pensionistas podem bloquear o crédito consignável ou cartão de crédito, mas pode ser desbloqueado a qualquer momento em caso de interesse de empréstimo.

  1. Banco não conveniado

Para que o empréstimo consignado seja averbado, é necessário que a instituição seja regulada pelo Banco Central. E para que ocorra a averbação do empréstimo a fonte pagadora deve ter convênio com o banco de interesse de seus colaboradores ou segurados.

  1. O Banco negou o empréstimo consignado

O principal motivo para que isso ocorra é restrição interna (histórico de não pagamento de outros empréstimos ou financiamentos)

Conclusão

O crédito consignado é uma das melhores opções que existem no mercado. Entretanto, não invalida o fato de que cada pedido de empréstimo deve ser muito bem analisado, estipulando o quanto se poderá pagar por mês e por quanto tempo. Caso contrário, um pequeno erro de cálculo pode fazer com que esta dívida aumente, necessitando então a renegociação do empréstimo, o que por sua vez faz os juros aumentarem e se tornando assim, uma bola de neve.      

Gostou do nosso artigo? Quer ler sobre outro assunto específico? Deixe nos comentários a sua opinião e também nos dê sugestões de pauta.