Início » Blog » Qual investimento rende mais? Veja opções para iniciantes!

Qual investimento rende mais? Veja opções para iniciantes!

uma mulher sentada mexendo no telefone celular

Quem nunca leu por aí a frase “faça o seu dinheiro trabalhar para você” sem ficar intrigado com a ideia? A realidade é que, muitas vezes, comemoramos quando terminamos o ano com as contas em dia e um dinheiro extra para as férias. Mas se você já passou desse estágio e conseguiu se organizar financeiramente, que tal aprender sobre qual investimento rende mais?

A partir de um maior entendimento do mercado financeiro acessível aos cidadãos comuns, você pode iniciar um planejamento para começar a investir em um futuro próximo. No post de hoje vamos te dar dicas importantes para que você identifique qual a melhor aposta para o seu perfil.

 O que um iniciante precisa para começar a investir?

Raramente temos educação financeira ao longo da vida e as finanças se tornam um bicho de sete cabeças facilmente. Antes de você ler sobre CDB, LCI, LCA e Tesouro Direto, queremos elencar 5 dicas para você seguir antes de começar a investir:

1.     Tenha um planejamento financeiro. Estude sobre o assunto, utilize aplicativos para ajudar e programe seus gastos para que eles se moldem à sua receita, e não o contrário.

2.     Delimite objetivos. Se seu objetivo é apenas economizar ou ter mais dinheiro no fim do mês, raramente isso vai funcionar. Escreva metas concretas como “quero ter 3 mil reais sobrando todo mês” ou “vou guardar 15 mil em 6 meses para trocar de carro”.

3.     Elimine as dívidas. Não dá para começar a investir se você tem contas enormes parceladas em 12 vezes no cartão de crédito ou está usando o cheque especial. Comece se organizando por aí.

4.    Tenha uma reserva de emergência. Esse é o primeiro passo rumo a uma “carreira” como investidor. Se você consegue guardar uma boa quantia para emergências sem tocar nela

5.     Seja paciente. Com as finanças organizadas e pronto para investir, saiba que paciência e disciplina serão características essenciais para ter sucesso nessa empreitada.

E então, qual investimento rende mais?

Levando em consideração o fato de você estar começando no mundo dos investimentos, é preciso iniciar com cautela. Essas são as modalidades de aplicação mais indicadas para iniciantes:

CDB

Ao investir no Certificado de Depósito Bancário (CDB) é como se você fizesse um empréstimo ao banco e, ao final do período combinado, recupera o valor acrescido de uma taxa de juros, que é o rendimento do investimento. O banco utiliza o dinheiro dos CBDs para emprestar crédito a outros correntistas.

Valor da aplicação:

O valor mínimo de aplicação neste tipo de investimento é de R$ 1.000. Investimentos de até R$ 250 mil possuem proteção do Fundo Garantidor de Crédito, que é quem protege seu dinheiro caso ocorra algum problema com a instituição financeira.

Não há taxas para aplicar no CDB, mas há incidência de Imposto de Renda e desconto de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) em transações com menos de 30 dias.

Rentabilidade/Quanto rende o investimento:

São três as opções de remuneração no CDB:

  • Pós-fixado (atrelado ao CDI): é o mais escolhido entre os investidores, pelo fácil entendimento, já que o CDI é um espelho da taxa Selic.
  • Pós-fixado (indexado à inflação): neste caso o investimento rende acompanhando o IPCA e também uma taxa fixa anual prefixada.
  • Prefixado: é o investimento para quem quer saber exatamente quanto vai retirar ao fim da duração, já que a taxa de juros é prefixada.

Resgate:

A liquidez irá variar de acordo com o tipo de certificado escolhido na hora do contrato. Se for fazer o CDB com o seu banco, converse com seu gerente para entender quais são as opções. Existem certificados com liquidez diária, em que você pode realizar resgates em até um dia útil. Mas também há os CDBs mais extensos, ideais para quem não quer mexer no dinheiro. Nesses casos, você só pode retirar o valor na data de vencimento. Os prazos podem variar entre 30 dias e 5 anos.

 LCI e LCA

Podemos agrupar essas duas modalidades em um tópico porque elas são praticamente idênticas. O significado das siglas ajuda: Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA).

Assim como no CDB, ao investir em LCI e LCA você empresta dinheiro ao banco. Mas aqui a instituição financeira só pode usar seu dinheiro para conceder crédito imobiliário e para o agronegócio.

Valor da aplicação:

Não existe uma regulação a respeito do valor mínimo de investimento, mas as aplicações costumam ser mais elevadas, a partir de R$ 5.000. A boa notícia é que essa modalidade oferece isenção de Imposto de Renda para pessoa física.

Rentabilidade/Quanto rende o investimento:

·         Letras atreladas à inflação: parte do valor da parcela é prefixado (taxa de juros fixa) e outra parte pós-fixado (baseado no índice de IPCA). É uma opção interessante para quem deseja preservar o poder de compra do dinheiro a longo prazo.

·         Letras prefixadas: ideal para quem não quer ter surpresas sobre seus rendimentos, nesta categoria a taxa de juros é definida no momento da aplicação.

·         Letras pós-fixadas: o rendimento é baseado na taxa de CDI, o que pode variar ao longo do investimento.

Resgate:

Não tão flexíveis quanto o CDB, as Letras apresentam uma carência de 90 dias para serem resgatadas. Contudo, a maioria das instituições financeiras só permite o resgate do dinheiro na data de vencimento do título, que pode ser superior a um ano.

Tesouro Direto

Este é certamente o investimento mais democrático disponível. Nele, o investidor empresta dinheiro ao governo federal e pode fazer as transações pela internet, e pode ser feito através de bancos ou corretoras de valores.

Valor da aplicação:

O valor mínimo de aplicação é de R$ 30, e os títulos podem ser comprados em lotes fracionados.       

Rentabilidade do investimento:

Você pode escolher entre 3 alternativas de remuneração:

  • Prefixados: o mais indicado para quem quer saber exatamente quanto vai ter de rendimento, já que a taxa é definida na compra do título.
  • Pós-fixados: nesta categoria a remuneração é atrelada a um indicador, que pode ter taxas variantes.
  • Híbridos: parte do título tem rendimento fixo e outra parte fica atrelada à variação da inflação.

Resgate:

O resgate do valor investido no Tesouro Direto pode ser feito a qualquer momento, independentemente do valor. Porém, se você optou por uma data de vencimento e retirar o dinheiro antes, acabará sofrendo perdas.

Estas são as categorias mais indicadas para quem está começando. A partir do seu perfil e da sua disponibilidade de investimento e tempo para esperar o retorno você saberá qual investimento rende mais. Com base nas informações acima, você pode checar com seu banco as taxas oferecidas e ver o que vale mais a pena!