Início » Consórcio » Consórcio de jet ski: conheça as vantagens

Consórcio de jet ski: conheça as vantagens

Família feliz em um jet ski.

Em algum momento, quem gosta de descansar à beira da água vai sentir vontade de pilotar um veículo náutico. E o sonho de ter um equipamento desse tipo para se divertir agora é possível! O consórcio de jet ski faz parte do consórcio náutico e permite que você realize esse desejo com facilidade.

O consórcio náutico permite que você adquira esse tipo de meio de locomoção através de uma carta de crédito. Como ele é específico para esse tipo de transporte, tem algumas particularidades que precisam ser levadas em consideração na hora de fechar o negócio.

No artigo a seguir, você poderá conferir alguns detalhes sobre esse tipo de consórcio, tirar dúvidas que podem surgir no processo e saber como realizar o sonho de ter um jet ski para pilotar sem precisar se endividar, fazer financiamentos ou gastar seus próprios recursos. Acompanhe!

Antes de começar: é preciso ter licença para pilotar jet ski

É importante saber que, para pilotar o jet ski, é preciso tirar uma habilitação especial para isso. Mas não é tão burocrático como muitas pessoas pensam: basta procurar uma marina ou despachante náutico autorizado para dar início aos trâmites.

Para conquistar o documento, é preciso ter 3 horas de aulas práticas, curso teórico e cumprir os requisitos solicitados de ter mais de 18 anos e apresentar os documentos necessários como CNH, comprovante de residência e outros que forem pedidos.

Assim, o prazo médio para poder pilotar um jet ski com a documentação é de, em média, 30 dias e o documento é válido por 10 anos. Essas informações são importantes para que você esteja capacitado para usar seu equipamento quando a carta do consórcio for contemplada.

Como funciona o consórcio de jet ski?

O consórcio náutico lida com valores altos, que podem ir de R$ 25 mil até mais de R$ 100 mil. Portanto, o primeiro passo é a escolha, com a noção sobre o valor do modelo do jet ski que você pretende comprar. Com essa informação em mãos, é hora de procurar uma administradora de consórcios e saber sobre os planos, números de parcelas e valores.

O consórcio consiste em um grupo de pessoas interessadas no mesmo tipo de bem ou serviço, que são reunidas por empresas especializadas, pagam parcelas e, mensalmente, contemplam um consorciado com a carta.

Algumas empresas oferecem consórcios que podem ser pagos em mais de 80 meses, ou seja, essa opção pode ser viável se você deseja pagar parcelas com valores baixos e adquirir um bem de alto valor sem se desfazer de suas economias.

A contemplação da carta acontece por sorteio ou lance, todo mês. Portanto, pode ser nos primeiros, ou nos últimos meses e por isso é preciso se preparar para receber a carta em longo prazo, caso isso aconteça. Para desfrutar de todas as vantagens do consórcio, é preciso ter paciência para aguardar a carta ser contemplada.

Se você tem esse tempo disponível, o consórcio é a solução perfeita. Mas é possível antecipar essa contemplação: você pode dar um lance mais alto durante esse tempo, reduzindo assim seu número de parcelas. Quem dá o maior lance recebe a carta contemplada.

Quais as vantagens em adquirir um consórcio de jet ski?

O consórcio é uma maneira de comprar serviços e bens sem que seja necessário fazer financiamentos com muitos juros ou até mesmo sua reserva no banco. Há muitas vantagens em optar por esse tipo de pagamento. Primeiro, a escolha do valor que você precisa, sendo específico para o fim que deseja. Como o consórcio náutico, voltado especialmente para a compra de meios de locomoção na água, veja outros benefícios:

Consórcio não tem juros

O cálculo dos juros das parcelas se faz a partir do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) que calcula as variações dos preços do mercado para o consumidor final. Isso quer dizer que as parcelas não levam juros significativos mensalmente.

Liberdade para trocar de modelo

O consórcio de jet ski permite essa flexibilidade: você não precisa ficar preso a um modelo específico. Basta que os valores sejam semelhantes para que a carta de crédito possa cobrir o valor total do bem. Se preferir, você também pode complementar o valor do jet ski, caso ele seja mais caro, com seus próprios recursos.

Possibilidade de antecipar a contemplação

Como você já viu acima, é possível antecipar o recebimento da carta contemplada. Basta dar um lance mais alto que os outros consorciados para ter o benefício no mês.

Como calcular as parcelas?

O cálculo feito pela administradora para chegar à parcela final se baseia em 4 itens. Confira quais são eles:

  • O seguro que cobre em caso de morte ou desistência do consorciado;
  • O fundo comum, formado por todas as parcelas do consorciados e o montante destinado à carta contemplada do mês;
  • O fundo de reserva, que tem a função de proteger os consorciados de inadimplências;
  • A taxa de administração, que é o valor pago à administradora que gerencia o consórcio.

Definidas as parcelas, os boletos bancários são feitos pela administradora a cada mês e enviados ao consorciado. Então, é possível pagar pela internet ou em alguma agência bancária presencialmente. Mas, é importante não atrasar as parcelas. Caso isso ocorra, cobra-se os juros sobre o valor integral do boleto.

Simule seu consórcio de jet ski

O consórcio de jet ski é uma boa pedida para quem deseja realizar o sonho de ter uma moto aquática. Além disso, como ele faz parte do consórcio náutico, pode-se usar para comprar qualquer outro tipo de embarcação também.

Além de conquistar o seu próprio jet ski, você tem a comodidade de não precisar pagar financiamento com juros e muito menos ter que vender algum bem ou tirar dinheiro da poupança, acumulando ainda mais patrimônio. Agora, que tal fazer uma simulação para saber quanto pagaria por mês para conquistar o jet ski dos seus sonhos?

Acesse o nosso simulador de consórcio para escolher o bem ou serviço que deseja, entrar com a análise do pedido e até contratar!

nv-author-image

Rebeca Müller

Rebeca Müller é formada em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especializada em Finanças pelo Instituto Coppead de Administração da UFRJ. Depois de 11 anos atuando diretamente com Planejamento Financeiro e Orçamentário em empresas privadas e órgãos públicos, Rebeca descobriu uma nova vocação: comunicação. Hoje, ela escreve para a Zelas Finanças, e seu conteúdo conta com a rica bagagem que acumulou ao longo de sua trajetória no mercado financeiro.

Marcações: