Início » Dicas » Como comprar uma casa sem entrada, é possível?

Como comprar uma casa sem entrada, é possível?

Descobrir como comprar uma casa sem entrada pode fazer a diferença no seu planejamento

Ter que pagar o valor de entrada costuma ser uma das maiores preocupações para quem está planejando a compra de um imóvel. Mas, você sabia que é possível comprar uma casa sem precisar pagar valor de entrada? Vamos te mostrar as melhores opções para que você e sua família consigam realizar o sonho da casa própria. Acompanhe!

É possível comprar o imóvel sem entrada?

Depois de pesquisar muito, você deve ter percebido que algumas opções de crédito precisam de um valor de entrada para conseguir dar prosseguimento ao processo de compra da casa. A quantia destinada à entrada geralmente corresponde a 20% ou 30% do valor do imóvel e, ao pagar essa quantia solicitada, a instituição financeira entende que você possui condições para pagar as parcelas e aprova o seu crédito.

Sabemos que esse valor pode ser alto e não é todo mundo que consegue arrecadar o suficiente para dar prosseguimento. Mas isso não é motivo para desistir. Afinal, você pode comprar o seu imóvel sem precisar pagar entrada! Atualmente, você encontra três opções para realizar esse tipo de transação: 

  • Financiamento com utilização do saldo do FGTS;
  • Minha Casa Minha Vida; e
  • Consórcio.

Todas as opções possuem suas regras de aplicação e condições. Dessa forma, conheça agora os detalhes de cada alternativa e analise qual se encaixa melhor em sua realidade!

Financiamento com FGTS

A modalidade do financiamento funciona como uma compra em parcelas. Você entra em contato com o banco, solicita um valor e passa por uma análise de crédito. Nesse processo de avaliação, o banco avaliará informações como sua renda, consulta do CPF, quais as dívidas ativas em seu nome, entre outros. Se a instituição aprovar sua solicitação, o valor cairá em sua conta em alguns dias.

No entanto, por conta dessa agilidade e praticidade, os bancos costumam cobrar juros altos e oferecer prazos menores, além de solicitar o valor da entrada. Utilizar a quantia disponível em seu FGTS para quitar a entrada do imóvel é uma saída para isso. Infelizmente, não são todos os bancos que aceitam o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço, então é ideal que você procure a instituição que oferece essa opção.

Para utilizar o valor do FGTS, saiba que é preciso levar em conta algumas regras:

  • Ter no mínimo 3 anos de trabalho sob regime do FGTS; e
  • Não possuir financiamentos ativos no SFH, Sistema Financeiro de Habitação.

São aceitos 3 anos de trabalho somados em períodos consecutivos ou não, na mesma ou em empresas diferentes. Se você aceitar realizar um financiamento imobiliário na Caixa, além de comprar uma casa sem pagar o valor de entrada, pode ainda utilizar o FGTS para pagar parte das parcelas.

Minha Casa Minha Vida

Com o programa do governo Minha Casa Minha Vida é possível financiar sua casa própria com condições especiais, conseguindo até eliminar o valor de entrada para fechar o negócio. Nesse caso, algumas regras devem ser levadas em conta pois o programa é dividido em quatro faixas de renda familiares:

  • Pessoas com renda até R$1.800: faixa 1;
  • Quem tem renda até R$2.600: faixa 1,5;
  • Renda até R$4.000: faixa 2; e
  • Pessoas com renda até R$9.000: faixa 3.

Cada faixa possui taxa de juros e valores de entrada adequados à quantia da sua renda. Contudo, o Minha Casa Minha Vida não está disponível para aqueles cuja renda familiar seja maior de R$9.000. Pelo programa, é possível financiar o imóvel em até 360 meses. Além desse prazo longo deixar as parcelas mais acessíveis, com o programa também é possível utilizar o FGTS para quitar algum valor, como o valor de entrada.

Como participar do Minha Casa Minha Vida?

O Minha Casa Minha Vida também trabalha com os seguintes requisitos relacionados aos participantes:

  • Ter mais de 18 anos;
  • Não ser beneficiário de outros programas habitacionais;
  • Não possuir dívidas com o governo;
  • Morar ou trabalhar no município há pelo menos 3 anos; e
  • Não possuir imóvel próprio.

No entanto, vale destacar que, ao financiar um imóvel pelo MCMV, ele deverá ser destinado unicamente para sua moradia e você não poderá alugá-lo para terceiros. Ao receber a sua casa, lembre-se que ela foi adquirida por intermédio de algum subsídio do Governo e por esse motivo ela não pode ser vendida até o final da quitação das parcelas. 

Para solicitar o financiamento da sua casa pelo programa Minha Casa Minha Vida, você precisa se encaixar nos requisitos listados acima e também é possível realizar simulações pelo Simulador Habitacional da Caixa. Você pode realizar esse programa com seu banco de preferência e pode ainda tentar negociar as taxas para que todas as prestações fiquem mais leves para o seu orçamento.

Consórcio

Oferecido por diversas administradoras e instituições financeiras, o consórcio está ganhando mais espaço com o público, pois possui condições vantajosas e acessíveis. Diferente do financiamento, ao consorciar um bem você estará investindo seu dinheiro em uma espécie de poupança em grupo que contará com integrantes que possuem um desejo em comum: comprar uma casa. 

No contrato, você acertará a quantidade de parcelas e o preço das prestações. É a administradora quem faz a gestão desse valor, organiza as cartas de crédito do grupo e todos os meses convoca as assembleias.

As assembleias são encontros que você poderá ser sorteado e conseguir diminuir seu tempo de espera do consórcio. Caso não consiga, poderá ofertar lances para deixar a compra da sua casa mais próxima. No consórcio, comprar uma casa sem pagar a entrada é uma opção possível e vantajosa, já que independente da quantidade de parcelas acordadas, você não pagará juros! 

A maior desvantagem do consórcio é o tempo de espera. Você só terá acesso ao valor que solicitou no final do pagamento, com todas as parcelas quitadas. Mas, se você for o sortudo que ganhou a carta de crédito ou deu o lance vencedor, o tempo de espera é bem menor!

Em ambos os casos, o valor total do bem será disponibilizado a você e poderá pagar pelo imóvel à vista! Essa possibilidade de pagamento ajudará nas negociações de compra do imóvel e poderá deixar o valor de entrada zerado. 

Você acabou de descobrir que é possível sim comprar sua casa sem pagar valor de entrada! Além disso, como você também pode perceber, esse processo é mais fácil do que se imagina. Seja pelo financiamento, Minha Casa Minha Vida ou consórcio, comece a planejar a compra do seu imóvel e alcance esse objetivo tão sonhado!

nv-author-image

Rebeca Müller

Rebeca Müller é formada em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especializada em Finanças pelo Instituto Coppead de Administração da UFRJ. Depois de 11 anos atuando diretamente com Planejamento Financeiro e Orçamentário em empresas privadas e órgãos públicos, Rebeca descobriu uma nova vocação: comunicação. Hoje, ela escreve para a Zelas Finanças, e seu conteúdo conta com a rica bagagem que acumulou ao longo de sua trajetória no mercado financeiro.