Início » Dicas » Veja como juntar dinheiro para comprar um apartamento

Veja como juntar dinheiro para comprar um apartamento

Descubra aqui como juntar dinheiro!

Comprar um imóvel para chamar de seu é o grande sonho de muitos brasileiros, mas uma das coisas mais difíceis para conseguir concretizar essa realização é saber como juntar dinheiro. Se você quer aprender como juntar dinheiro para comprar o seu apartamento à vista, acompanhe esse artigo. Boa leitura!

Como comprar meu primeiro apartamento?

A compra do primeiro imóvel é um momento muito especial na vida de uma pessoa, já que significa o início de um novo ciclo. Para que tudo se realize de uma forma calma e organizada, é ideal que você pesquise bastante sobre diversos assuntos e procure o imóvel ideal para as suas necessidades.

Algumas pessoas preferem juntar uma boa quantia de dinheiro para comprar o apartamento à vista, ou oferecer um bom montante de entrada e financiar o resto do valor. Independente da escolha, é interessante que você analise sua situação financeira antes mesmo de encontrar o apartamento dos sonhos.

Entenda qual o seu comportamento diante dos mais variados tipos de compra, veja se você compra compulsivamente ou controla seus impulsos, analise os gastos mais recorrentes e se eles podem ser considerados essenciais ou supérfluos.

Essa rápida avaliação te ajudará a entender o funcionamento da organização das finanças e será sua aliada na missão de aprender como juntar dinheiro. Os pequenos gastos também fazem a diferença no final do mês, não se engane! Ou seja, poupar o menor valor que seja é benéfico para sua saúde financeira.

Como juntar dinheiro?

Aprender a juntar dinheiro pode não parecer uma tarefa fácil, mas é mais simples do que parece. Vamos te dar algumas dicas que salvarão sua renda e darão um alívio financeiro na hora de comprar um apartamento. Veja!

Inicie um planejamento financeiro

Iniciar um planejamento financeiro é o primeiro passo para entender a importância de juntar dinheiro e pagar suas dívidas em aberto. Esse planejamento deve incluir todas as suas despesas pessoais, ganhos e outras despesas que estão em seu nome.

A prioridade nesse momento é entender os seus gastos e, caso tenha uma pendência financeira, quitá-la para evitar ficar negativado. Com o seu nome limpo fica mais fácil fechar negócio e comprar o seu apartamento. 

Isso porque, ao manter seu CPF longe dos órgãos de proteção de crédito, as empresas responsáveis pelo imóvel entendem que você é um bom pagador. Desse modo, sua chance de acordar uma oferta mais acessível é maior e a construtora terá confiança no pagamento das parcelas.

O planejamento financeiro pode ser feito em uma planilha, no caderno ou até em um aplicativo. Ali será possível ver com clareza todas as suas dívidas, se está gastando mais do que ganha, entre outras informações sobre o seu orçamento.

Além disso, é recomendado que você inicie uma reserva de emergência. Esse fundo é destinado para suprir suas contas caso ocorra algum imprevisto, por exemplo, perder o emprego ou não ter mais uma fonte de renda extra.

Com todas essas informações anotadas, será mais simples enxergar qual a melhor forma de compra do imóvel e como juntar dinheiro para essa importante etapa. Procure começar o quanto antes o seu planejamento, para que aos poucos a ação de anotar os gastos vire um bom hábito.

Corte os gastos supérfluos

Cortar um gasto é a maneira mais simples de juntar mais dinheiro, mas não é tão acessível assim. Geralmente, essas despesas são com bens e serviços não essenciais como deliverys de comida, o café da manhã na padaria, compras por impulso, entre outros.

Você não precisa cortar todos esses gastos de uma vez só. A redução deles já fará muita diferença na fatura do cartão. Por isso, é possível adaptar esses tipos de despesas e, aos poucos, se acostumar com o corte total.

Por outro lado, tente negociar alguns valores com as empresas, como conseguir um bom pacote de internet pagando um pouco menos, cancelando a assinatura de alguns serviços e em casos mais sérios, mudar certos hábitos ruins.

Ainda que seja difícil, lembre-se que você está juntando dinheiro para compra do seu apartamento próprio e que, quando alcançar esse objetivo tão sonhado, cada pequeno sacrifício terá valido a pena.

Controle seus impulsos 

As compras compulsivas costumam ser uma das maiores vilãs de quem deseja começar a juntar dinheiro. Elas podem variar de valor, mas infelizmente são utilizadas como válvula de escape do cérebro em certos momentos de vulnerabilidade emocional.

Para evitar esse tipo de situação, ande sempre com as suas anotações, suas metas e objetivos, já que assim você lembrará que ao poupar dinheiro no presente, estará pensando na sua vida futura.

Já é possível encontrar extensões e aplicativos para te ajudar a não comprar pela internet. Se você tem muita dificuldade nesse tipo de economia, análise se instalar essas alternativas não pode ser bom para sua vida financeira.

Posso comprar um apartamento com o FGTS?

Para quem tem um bom saldo do FGTS, essa talvez seja uma das melhores opções para dar andamento na compra do seu apartamento. Infelizmente, não é todo mundo que pode usufruir desse benefício, já que a Caixa Econômica Federal estipulou algumas regras tanto para o comprador, quanto para o imóvel.

Você pode utilizar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço para amortizar algumas parcelas do financiamento do imóvel e, dependendo da quantia disponível, ainda pode utilizá-lo para pagar a entrada do apartamento.

Nesse caso, o saldo do FGTS não pode pagar por todo o imóvel, apenas uma parte dele. Você pode financiar a outra porcentagem em pequenas parcelas. Outra regra é que o apartamento ou casa em questão não pode ultrapassar o valor de R$1,5 milhões.

Importante também saber que é necessário ter pelo menos três anos de carteira assinada, mesmo que não seja na mesma empresa. Você não poderá ter outro imóvel em seu nome e nenhum outro financiamento em aberto no SFH (Sistema Financeiro de Habitação).

Qual a melhor forma de juntar dinheiro?

Como falamos anteriormente, entender como juntar dinheiro é importante e não costuma ser tão simples assim. Para quem tem muita dificuldade em poupar, o mercado conta com alternativas bastantes vantajosas e que podem fazer o seu dinheiro render!

Poupança

A poupança é bastante popular para os brasileiros, mas com o tempo esse tipo de fundo foi se desvalorizando e hoje é pouco rentável. O seu maior benefício é a acessibilidade e segurança, que torna as transações mais fáceis e está disponível para resgate a qualquer momento.

Investimento

Os investimentos estão se tornando aliados de quem quer uma forma de juntar dinheiro mais efetiva e até fazê-lo trabalhar para você. Antes de sair investindo em qualquer tipo de título, procure informações do mercado e descubra sobre o seu perfil do investidor.

Se você quer saber mais sobre como o investimento pode te ajudar a juntar dinheiro, leia nossos artigos completos sobre o assunto e descubra, por exemplo, qual investimento rende mais!

Consórcio

O consórcio é bem conhecido e pode ser considerado um ótimo incentivador para guardar dinheiro. É a modalidade de crédito preferida para compra planejada e não possui nenhuma porcentagem de juros em cima do valor total a ser parcelado.

Aqui na Zela Finanças você conta com uma plataforma exclusiva para simular o seu consórcio de apartamento e poderá guardar uma boa quantia para compra do seu tão sonhado imóvel. É só clicar no link acima para saber mais!

Viu só como juntar dinheiro não é um bicho de sete cabeças e é a melhor opção para comprar o seu primeiro apartamento sem passar por nenhuma dificuldade financeira? Comece agora a se planejar para conseguir economizar uma boa quantia para o seu sonho!

nv-author-image

Rebeca Müller

Rebeca Müller é formada em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especializada em Finanças pelo Instituto Coppead de Administração da UFRJ. Depois de 11 anos atuando diretamente com Planejamento Financeiro e Orçamentário em empresas privadas e órgãos públicos, Rebeca descobriu uma nova vocação: comunicação. Hoje, ela escreve para a Zelas Finanças, e seu conteúdo conta com a rica bagagem que acumulou ao longo de sua trajetória no mercado financeiro.