Início » Dicas » Vai comprar sítio? Veja como se planejar

Vai comprar sítio? Veja como se planejar

Comprar um sítio pode ser a melhor maneira de fugir da rotina.

Comprar um sítio pode ser um ótimo investimento para quem quer relaxar da rotina agitada das grandes cidades e aproveitar um momento de descanso com a família toda. É natural que planejar a compra de um sítio envolva alguns passos para garantir o melhor negócio. Por isso, veja aqui qual o planejamento ideal para você comprar o seu sítio dos sonhos!

O que levar em conta na hora de comprar um sítio?

Como todos os tipos de compra, adquirir um sítio deve ser uma ação pensada, discutida e planejada por todos os integrantes da família. Em um primeiro momento, reflita sobre os aspectos da propriedade em si. Isso norteará sua pesquisa e te ajudará a encontrar o melhor sítio para suas necessidades.

Escolha uma região com boa infraestrutura

Algumas pessoas não podem estar tão longe das metrópoles agitadas, por isso optam por comprar um sítio no interior e com fácil acesso de carros ou outro tipo de transporte. O acesso ao imóvel pode te poupar horas na estrada e garante um trajeto mais tranquilo.

É ideal que a região da propriedade tenha serviços essenciais como supermercados, hospitais, comércios, bancos, farmácias, entre outros. Dessa forma, caso seja necessário, você e sua família estarão bem amparados e poderão resolver esses problemas sem sair do local.

Entenda qual o objetivo da propriedade

Comprar um sítio pode ser uma boa oportunidade de negócio, pois ele pode conseguir te fornecer uma fonte de renda extra. Por isso, analisar qual o intuito da compra desse imóvel é ideal para encontrar a melhor oferta de compra.

Por exemplo, você pode iniciar uma pequena produção de determinado alimento, alugar o local por períodos variados do ano, reservar a propriedade para reunir amigos e família, entre outros.

Saiba qual será o investimento necessário

Não é todos os dias ou todos os anos que as pessoas podem comprar um sítio. Isso porque os preços variam muito e, geralmente, esse tipo de negociação é de longo prazo. Para que seu orçamento não sofra, comece a calcular qual o investimento necessário para a finalização da compra da propriedade.

Além da compra, você deve manter a manutenção do local, principalmente se o sítio for grande, o que gera mais um custo. Outro gasto é relacionado a documentação do imóvel, pois esse tipo de compra envolve vários trâmites legais para que a transição de proprietário seja finalizada sem problemas.

Se você não está podendo gastar tanto, mas ainda tem o sonho de ter seu próprio sítio, existem opções de crédito vantajosas no mercado que podem se adaptar ao seu orçamento.

Consórcios, financiamentos e empréstimos costumam ser ofertados por diversas instituições financeiras renomadas e outros tipos de credoras. Pesquise, simule e procure por uma empresa de confiança, ela te ajudará a chegar mais perto do seu sonho sem passar dificuldades financeiras.

Como iniciar meu planejamento?

Ter uma propriedade mais afastada para curtir a família é um grande objetivo na vida de muitas pessoas. Porém, algumas vezes é preciso ter paciência e um bom plano de ação para tirar essa meta do papel. Antes de pesquisar propriedades, é ideal que você inicie um planejamento financeiro.

O planejamento financeiro será seu aliado para realização desse sonho. Afinal, é ele que manterá todos os seus gastos dentro do esperado e te ajudará a se organizar financeiramente para a compra do sítio. Por isso, é ideal que você inicie esse plano e coloque-o em prática o quanto antes.

Controle o seu orçamento

O primeiro passo para um bom planejamento para comprar seu sítio é anotar os seus gastos, ganhos e quaisquer dívidas que estão em aberto em seu nome. Você pode iniciar essa anotação em um caderno comum ou então, se preferir ter essas informações à mão, baixe um aplicativo para controle de gastos.

Em todos os casos, o planejamento financeiro se refere a realizar um levantamento da sua renda a fim de saber para onde o seu dinheiro está indo. Ao depositar tudo no papel ou app, você pode observar se está gastando mais do que ganha, quanto falta para quitar uma dívida e tudo relacionado às suas contas pessoais.

Para começar, separe os seus gastos em gastos fixos, variáveis e supérfluos. Depois verifique se não há outras dívidas pendentes e, caso encontre essa despesa, sua prioridade deve ser quitá-la.

Inicie uma reserva de emergência

A reserva ou fundo de emergência cumpre o papel de segurar as contas se houver algum imprevisto. Imagine que você perca o emprego ou não consiga uma renda extra no mês, a quantia disponível nessa reserva será a sua única saída para não passar por mais apertos.

É ideal que seja destinado 15% da sua renda total para esse fundo. Dessa forma, mês a mês, você alimentará essa reserva e não precisará pedir dinheiro emprestado para amigos ou parentes com o intuito de segurar as contas do mês.

Se essa porcentagem ficou muito pesada para o seu bolso, diminua para um valor mais acessível ao seu orçamento, mas não desanime! Ao poupar para emergências eventuais, você estabelece uma relação mais saudável com suas contas e ainda pode controlar seus impulsos.

Poupe e pense em investir

Com seus gastos anotados e a reserva de emergência recebendo uma boa quantia todos os meses, tudo o que sobrou pode ser poupado. Muitas pessoas têm dificuldade em guardar dinheiro, mas esse ato é um dos mais recomendados na hora de comprar um bem desejado, como um sítio.

Ao poupar, você está pensando em seu futuro, o que é benéfico para sua família e para sua saúde financeira. Aos poucos, essa prática se torna um bom hábito e você sentirá uma grande felicidade ao ver o saldo que conquistou apenas poupando dinheiro.

Uma outra boa prática para poupar e fazer a quantia render é investir. Os investimentos estão ficando cada vez mais democráticos, o que permite que valores pequenos ou grandes gerem um bom retorno financeiro, seja a longo ou curto prazo.

Para se tornar investidor, você precisa saber qual o seu perfil, qual o tipo de investimento é melhor para sua realidade e quanto tempo pretende resgatar o valor. Quer saber mais sobre investimentos e mercado? Conheça nossos artigos sobre o tema e comece a fazer o seu dinheiro trabalhar para você. Aqui você fica sabendo, por exemplo, qual investimento rende mais!

Quais as vantagens de comprar um sítio?

Com todos esses detalhes organizados, sua procura pela propriedade perfeita começa sem estresses e dificuldades. Caso você ainda esteja pensando se comprar um sítio tem suas vantagens, vamos listar alguns benefícios que esse imóvel pode trazer para você e sua família!

Descanso da rotina

Sair do dia a dia corrido é um dos maiores objetivos de quem quer comprar um sítio. Fugir do estresse e respirar um ar limpo, além de ser ótimo para o corpo, também ajuda a renovar as energias para encarar a semana de trabalho. Esse espaço também é ótimo para quem deseja realizar comemorações em família e amigos.

Mais contato com a natureza

Um dos maiores benefícios de comprar um sítio é aumentar o contato com a natureza, situação bem difícil de realizar ao morar na cidade. Além do ambiente no geral, ainda é possível criar pets domésticos com mais liberdade e mais espaço para outras espécies de animais.

Fonte de renda extra

Como já falamos, ao comprar um sítio, você encontra uma possibilidade de conquistar uma renda extra para o seu orçamento. Seja com a criação de animais ou plantação, ainda é possível alugar esse imóvel pelo período que você não estiver usufruindo, podendo aumentar sua renda de forma segura.

Comprar um sítio pode ser uma ótima forma de reunir a família, relaxar e aproveitar bons momentos com os amigos. Por isso, comece seu planejamento e realize esse sonho!

nv-author-image

Rebeca Müller

Rebeca Müller é formada em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especializada em Finanças pelo Instituto Coppead de Administração da UFRJ. Depois de 11 anos atuando diretamente com Planejamento Financeiro e Orçamentário em empresas privadas e órgãos públicos, Rebeca descobriu uma nova vocação: comunicação. Hoje, ela escreve para a Zelas Finanças, e seu conteúdo conta com a rica bagagem que acumulou ao longo de sua trajetória no mercado financeiro.

Marcações: