Início » Empréstimo » Empréstimo com juros baixos: como conseguir?

Empréstimo com juros baixos: como conseguir?

um homem e uma mulher conversando em uma sala executiva

O empréstimo é uma linha de crédito famosa, mas o grande fantasma desse tipo de negociação são os juros. Muitas pessoas podem até desistir de fechar o negócio por conta do valor dos encargos, mas existem sim empréstimos com juros baixos!

Se você finalmente quer entender mais sobre empréstimos, acompanhe esse artigo até o final!

O que é e como funciona um empréstimo?

O empréstimo é uma modalidade de crédito entre cliente e instituição financeira, onde o cliente recebe um valor acertado que deverá ser devolvido ao banco dentro de um prazo estipulado.  

Uma das vantagens do empréstimo é que ele não possui uma destinação específica, podendo ser utilizado da forma que o cliente achar melhor. Mas, sua principal desvantagem, são os juros e encargos que serão somados nas parcelas.

Como encontrar um empréstimo com juros baixos?

A melhor recomendação é pesquisar e comparar as taxas em diversos bancos, apenas assim você conseguirá encontrar a melhor proposta para a sua realidade. No mercado atual, existem alguns tipos de empréstimos que possuem juros baixos e vamos destacar aqui os principais:

Empréstimo consignado

No consignado, as parcelas do contrato são descontadas diretamente da folha de pagamento. Para os bancos, isso serve como uma garantia de que receberão o valor em dia e, por isso, os empréstimos consignados possuem os juros mais baixos.

Mas, sua maior desvantagem, é que essa linha de crédito não está disponível para qualquer pessoa, sendo oferecida apenas para:

  • Aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social);
  • Servidores Públicos (Federais, Estaduais e Municipais);
  • Militares das Forças Armadas; e
  • Trabalhadores de empresas privadas (desde que a empresa tenha convênio com algum banco).

Temos um artigo completo sobre empréstimo consignado, clique aqui para ler!

Refinanciamento imobiliário

Nesse caso, ao fechar o negócio, o cliente oferta o seu imóvel como garantia. A partir daquele momento, o banco poderá tomar o imóvel caso as parcelas da dívida não forem pagas. No empréstimo por refinanciamento imobiliário, os juros costumam ser mais baixos e os prazos de pagamento são mais longos, mas mesmo assim ainda possuem diversos custos.

O maior risco dessa modalidade é que, em caso de não pagamento da dívida, o banco pode tomar o imóvel do cliente. Por isso, é preciso registrar em cartório essa operação.

Antecipação do imposto de renda

A Antecipação da Restituição do Imposto de Renda (IRPF) pode se caracterizar como um empréstimo pessoal, mas suas taxas costumam ser bem mais baixas do que as modalidades de crédito pessoal comuns.

A quitação dessa dívida é feita assim que o valor da restituição cai na conta, com isso, as instituições financeiras possuem mais segurança em que o cliente pagará as parcelas acordadas.

Esse empréstimo possui juros baixos, mas um dos grandes perigos é que, caso haja alguma incoerência no processo de pagamento, o cliente pode acabar caindo na malha fina e correr o risco de não receber o depósito.

Antecipação do 13º 

Com a antecipação do 13º salário, o banco consegue diminuir os juros por possuir esse valor como garantia. Mas, caso o empregador não deposite o 13º, o valor será descontado da mesma forma, independente do cliente possuir recursos ou não.

É importante destacar que, antecipando o 13º o devedor renuncia desse valor no final do ano. 

Crédito pessoal online

Os credores online ganharam ainda mais clientes por suas facilidades, uma delas a praticidade de poder solicitar o empréstimo direto na internet. Essas instituições conseguem juros mais baixos por trabalharem na internet, mas são bem mais criteriosas na avaliação de crédito.

Infelizmente, por conta de toda essa facilidade, é mais fácil cair em golpes e acabar arrumando mais problemas financeiros. Para que isso não ocorra, veja algumas dicas:

  • Fique atento com links duvidosos;
  • Pesquise sobre a empresa no Reclame Aqui;
  • Verifique se a empresa está cadastrada no Banco Central;
  • Pesquise o CNPJ da credora na Receita Federal;
  • Apenas compartilhe seus dados pessoais caso tenha certeza de que se trata de uma instituição séria.

O empréstimo com juros baixos é seguro?

O empréstimo consignado, refinanciamento imobiliário, antecipação do imposto de renda e antecipação do 13º são transações seguras que possuem juros mais baixos. Elas não estão isentas de riscos, afinal, imprevistos acontecem.

Para garantir mais segurança, escolha instituições financeiras com uma boa reputação e que possam te garantir amparo caso algum problema ocorra na última hora.

Existe empréstimo com juros zero?

Com a pandemia do coronavírus, alguns estados e instituições passaram a oferecer empréstimos com juros zero apenas para MEI (Microempreendedores Individuais). Mas, para pessoas físicas, esse tipo de empréstimo não é disponível, já que, para os bancos, os juros servem como uma proteção contra atrasos de quitação ou inadimplências.

Vale a pena solicitar um empréstimo?

Solicitar um empréstimo pode ser uma boa saída para quem quer tirar aquele sonho do papel, pagar as despesas de alguma emergência ou para quitar uma dívida. O ideal é que, antes de pensar em contatar o banco, haja um planejamento.

Seja com juros altos ou baixos, os empréstimos precisam ser um assunto pensado com cautela e aqui vão algumas perguntas que podem te ajudar na hora de tomar a melhor decisão:

  • Terei como pagar meus gastos pessoais e o empréstimo?
  • Meu objetivo pode ser realizado a longo prazo?
  • Minha vida financeira ficará organizada?
  • Tenho outra alternativa?

Os empréstimos com juros baixos podem atender diversas necessidades e você pode encontrar um que se encaixe direitinho no seu bolso. Compare, analise e pesquise bem sobre cada opção e não esqueça que é o seu dinheiro que está em jogo!

Se ainda assim o empréstimo não for a melhor opção para o momento que você se encontra, tudo bem. O mercado de crédito é amplo e há outras alternativas. Um exemplo são os consórcios, que podem deixar você mas perto de realizar aquele sonho tão desejado.

Então se você quer entender melhor o que é e como funciona um consórcio, clique aqui!

nv-author-image

Rebeca Müller

Rebeca Müller é formada em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especializada em Finanças pelo Instituto Coppead de Administração da UFRJ. Depois de 11 anos atuando diretamente com Planejamento Financeiro e Orçamentário em empresas privadas e órgãos públicos, Rebeca descobriu uma nova vocação: comunicação. Hoje, ela escreve para a Zelas Finanças, e seu conteúdo conta com a rica bagagem que acumulou ao longo de sua trajetória no mercado financeiro.

Marcações: