Início » Empréstimo » Como funciona o empréstimo para empresa?

Como funciona o empréstimo para empresa?

pessoas em uma sala apresentando uma solicitação de emprestimo para empresa

Empreender no Brasil é uma tarefa constantemente desafiadora e, mesmo quando você se planeja bem, podem acontecer imprevistos ao longo da sua trajetória. E se essas surpresas forem financeiras, talvez você precise recorrer a um empréstimo para empresa a fim de sobreviver.

Caso o seu negócio esteja precisando de um aporte financeiro, saiba que existem algumas alternativas disponíveis no mercado. Ao longo deste post você irá conhecer quais são as condições e se o seu empreendimento se encaixa nelas.

Como funciona o empréstimo para empresa?

Assim como existem financiamentos para pessoas físicas, voltados especificamente para as suas necessidades, como a compra de um imóvel ou veículo, existem opções feitas para as urgências de pessoa jurídica.

As linhas de crédito pensadas para empreendimentos consideram inclusive características bem específicas como o segmento da sua empresa. Isso porque cada estilo de negócio tem necessidades diferentes e as instituições financeiras levam em consideração a finalidade do seu pedido de empréstimo.

Você pode solicitar um empréstimo para empresa em qualquer fase do seu negócio, e a principal condição é que seu CNPJ esteja ativo. É possível utilizar a verba para investir na estrutura, comprando equipamentos, fazendo reformas na sua sede, ou também para pagamento de contas e para manter dinheiro em caixa.

Quais são os tipos de empréstimo para empresa?

Os bancos e as financeiras costumam ser as instituições mais procuradas pelos empresários para esse tipo de operação. Com os bancos, é possível ter acesso a uma carteira de crédito bem diversificada, no entanto os juros podem ser altos.

Já os empréstimos feitos com financeiras são menos burocráticos e oferecem prazos mais extensos. Pesquise a credibilidade da instituição escolhida, pois são muito frequentes os casos de golpes.

Uma vez que decidir pelo suporte financeiro, escolha uma das linhas de crédito disponíveis:

Empréstimo para investimento fixo

Esta categoria é voltada para investimentos em implantação, modernização e crescimento do empreendimento. O dinheiro emprestado pelo banco pode, portanto, ser gasto na compra de maquinário, mobiliário, instalações e obras estruturais.

É considerado um investimento fixo porque o valor é agregado ao funcionamento da empresa e tem permanência de longo prazo.

Empréstimo para capital de giro

Se o seu caixa anda em baixa, é possível solicitar um empréstimo para reforçar o capital de giro da sua empresa. Acima de tudo, é uma verba destinada para manter o funcionamento das rotinas em dia até que o fluxo de dinheiro seja maior. Você pode usar o dinheiro para custear a compra de insumos, reposição de estoque ou ainda para pagar funcionários.

Normalmente, quando a finalidade é o capital de giro, você pode conseguir melhores condições com a instituição financeira, como uma taxa de juros pré-fixada, o que ajuda a organizar seu orçamento.

Empréstimo para investimento misto

Com foco nos investimentos a longo prazo, esta modalidade de concessão de crédito possui uma taxa de juros pré-fixada e é um plano com carência. Além disso, há a exigência de garantia através de bens como imóveis ou veículos. Converse com o seu banco para entender se a sua necessidade se encaixa nesta categoria.

Conta garantida

Muito fácil de solicitar, esta é uma modalidade que está associada à conta corrente da empresa. Você pode solicitar o empréstimo e ele é liberado automaticamente na conta empresarial. É possível usar cheques pré-datados, duplicatas ou notas promissórias como garantia.

Antecipação de recebíveis

Neste tipo de empréstimo você pode utilizar os valores a receber da empresa como garantia. Podem ser usadas quantias que serão recebidas por cheques, fatura de cartão de crédito e notas promissórias e duplicatas.

Quais os documentos necessários para o empréstimo para empresa?

Você precisará disponibilizar, no momento da solicitação do empréstimo, os seguintes documentos:

  • RG e CPF dos sócios da empresa;
  • Ficha cadastral dos sócios e de Pessoa Jurídica;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda (declaração completa do Imposto de Renda e Recibo de entrega do Imposto de Renda);
  • CNPJ atualizado da empresa;
  • Alvará de funcionamento;
  • Contrato social (completo com assinaturas e carimbos da junta comercial) ou requerimento do empresário;
  • Balanço patrimonial;
  • Balancete analitico (em anexo deve estar o Demonstrativo de Resultados do Exercício);
  • Plano de negócios (documento que comprove a viabilidade financeira do projeto)

Caso você seja casado em regime de comunhão de bens, será necessário apresentar os documentos pessoais de seu cônjuge.

Quem pode solicitar o empréstimo para empresas?

Qualquer empresário pode solicitar um empréstimo, desde que o CNPJ esteja ativo e regularizado. O processo fica mais fácil se já existe uma conta corrente vinculada da Pessoa Jurídica com a instituição financeira, mas essa não é uma exigência. Mas, de qualquer forma, seu requerimento passa por um processo de aprovação.

O ideal é que antes de iniciar a solicitação de empréstimo empresarial você faça um bom planejamento para que o banco enxergue que há elaboração em seu projeto. Além disso, é importante também para que você não comprometa o orçamento da empresa de forma equivocada.

O primeiro passo é identificar quais são as reais necessidades e a quantia a ser emprestada. Dessa forma, faça simulações nos sites dos bancos para ver quanto de crédito sua empresa consegue retirar e qual o valor das parcelas que terá de pagar. Esse também é um bom momento para avaliar as melhores condições oferecidas, principalmente as taxas de juros aplicadas e duração das prestações.

Finalmente, como já citamos na lista de documentação a ser reunida, você precisará entregar um plano de negócios. O ideal é que você já possua esse planejamento desde o início da sua empresa. Mas, se ainda não tiver, esse é um bom momento para elaborar um.

E então, depois de passar por todas essas etapas, você solicita o empréstimo para empresa e aguarda a decisão do banco. Logo, se tudo estiver bem delineado, é muito provável que você consiga retirar o crédito em bem pouco tempo. 

Posteriormente, a partir daí, é só seguir o seu plano de investimento e colher os frutos do crescimento do seu negócio!

nv-author-image

Rebeca Müller

Rebeca Müller é formada em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especializada em Finanças pelo Instituto Coppead de Administração da UFRJ. Depois de 11 anos atuando diretamente com Planejamento Financeiro e Orçamentário em empresas privadas e órgãos públicos, Rebeca descobriu uma nova vocação: comunicação. Hoje, ela escreve para a Zelas Finanças, e seu conteúdo conta com a rica bagagem que acumulou ao longo de sua trajetória no mercado financeiro.

Marcações: