Início » Empréstimo » Empréstimo pessoal: o que é, como funciona e diferenciais

Empréstimo pessoal: o que é, como funciona e diferenciais

Cédulas de cem e cinquenta reais em cima de uma mesa.

O empréstimo pessoal é uma alternativa procurada por quem precisa de um dinheiro extra, seja para resolver uma emergência, para reorganizar a vida financeira, aproveitar uma oportunidade única de investimento, entre outros.

Por mais que o indivíduo tenha controle de suas despesas, nunca estamos totalmente imunes à alguma necessidade de última hora que exija a obtenção de dinheiro rápido.

Para estes casos, o empréstimo pessoal é uma das melhores soluções, permitindo que você tenha acesso ao valor necessário e faça o pagamento de acordo com suas possibilidades, determinando esse acerto no momento da contratação.

O que é empréstimo pessoal?

Também conhecido como crédito pessoal, trata-se de um produto oferecido por instituições financeiras para que o indivíduo consiga adquirir determinado valor, que será devolvido com a cobrança de juros, à vista ou parcelado.

Após análise, o valor é disponibilizado na conta corrente do solicitante, que pode utilizar esse valor da maneira que preferir. 

O empréstimo pessoal é seguro?

O empréstimo pessoal é sim uma opção segura, desde que contratada com instituições de confiança.

Também é importante observar com atenção as cláusulas do contrato, para estar ciente do valor total a ser devolvido, como a cobrança será feita (boleto ou débito em conta, por exemplo) e qual a data do pagamento.

Tais informações são importantes para que o acerto seja feito sem maiores complicações. A não quitação do empréstimo traz a inclusão do CPF em órgãos de proteção ao crédito, dificultando a obtenção de novos empréstimos, cartões de crédito ou financiamentos.

Como funciona o empréstimo?

Para conseguir o empréstimo, é necessário entrar em contato com uma financiadora, fintech, cooperativa ou banco. Vale lembrar que cada instituição trabalha com taxas e exigências diferentes, por isso, é preciso fazer uma boa pesquisa e comparar condições.

Ao pedir um empréstimo, vale a pena avaliar:

  • condições de pagamento;
  • taxas de juros;
  • demais tarifas que serão cobradas;
  • CET (custo efetivo total, ou seja, quanto esse empréstimo custará para você, somando todas as taxas e impostos);
  • benefícios de cada opção.

Como solicitar?

Ao escolher a opção mais vantajosa, você pode entrar em contato com a empresa e pedir uma simulação de valores. Para depositar o dinheiro, a financeira irá avaliar diversos detalhes, como seu histórico de pagamentos, se há dívidas em seu nome, inclusão em órgãos como SPC e Serasa, renda mensal, entre outros.

Por isso, é importante preparar documentos para comprovar que não se trata de um golpe e facilitar a liberação, como:

  • documento de identidade original com foto;
  • comprovante de renda;
  • comprovante de residência;
  • extratos bancários.

Qual a importância do score no empréstimo pessoal?

Analisa-se o score de crédito também. Essa pontuação é a nota que você tem como consumidor, liberada por órgãos de proteção ao crédito (como o Serasa, que dispõe de um aplicativo para o acompanhamento da pontuação). Esses órgãos consideram diversos aspectos, como dívidas, pagamentos dentro do vencimento, atrasos, entre outros.

Quanto maior o seu score, maior a probabilidade de que você faça os pagamentos em dia. Consequentemente, as chances de que a empresa libere o crédito para você são maiores.

Alguns bancos também contam com linhas de crédito já liberadas para seus clientes, que podem ser solicitadas rapidamente pelo aplicativo. Esses empréstimos são disponibilizados de acordo com o relacionamento do consumidor com a instituição, que já possui os dados cadastrais e informações de gastos e recebimentos do indivíduo.

Quais são os tipos de empréstimo pessoal?

Há vários modelos de crédito pessoal disponíveis no mercado. Entenda melhor como cada um funciona, para escolher a melhor opção para você.

Empréstimo pessoal não consignado

O empréstimo pessoal não consignado é um meio bem comum de conseguir empréstimo com bancos, financiadoras ou fintechs. Justamente por não ter nenhuma garantia de recebimento, costuma ser um pouco mais difícil de obter, com uma análise mais cuidadosa do histórico do cliente realizada pelas empresas.

Algumas instituições já oferecem linhas aos clientes, de acordo com o relacionamento deles com o banco.

Empréstimo pessoal consignado

Quando a empresa libera o valor na conta do cliente, na modalidade de desconto no salário do trabalhador, chama-se empréstimo consignado.

Justamente por essa característica, exige que o solicitante tenha como comprovar o recebimento mensal de algum ordenado, sendo comum principalmente para funcionários públicos e aposentados.

Empréstimo pessoal com garantia

Esse tipo de crédito é liberado com a apresentação de algum bem (como imóvel ou carro) como garantia de pagamento. Ou seja, caso o cliente não cumpra com os pagamentos, a empresa pode tomar o bem para quitar a dívida.

Por isso, vale a pena fazer uma análise cuidadosa antes de solicitar esse empréstimo, já que geralmente o bem vale mais do que o valor da dívida.

Outros tipos

Há ainda outras opções no mercado, como os que antecipam o valor da restituição do Imposto de Renda e do 13° salário, empréstimo online e até mesmo empresas que aceitam o celular como garantia de pagamento.

Quais as vantagens do empréstimo pessoal?

O crédito pessoal oferece várias vantagens ao consumidor. Conheça as principais.

Rapidez

Após a aprovação, o banco libera o valor do crédito rapidamente na conta corrente, geralmente em até 24 horas. Assim, o cliente pode realizar as operações com facilidade e segurança, por meio do cartão do banco.

Maior liberdade

Por fim, o crédito dá a liberdade de uso. Sendo assim, você não precisa informar como usará o dinheiro. Pode pagar contas, resolver uma emergência, ou trocar uma dívida atual por outra com taxas menores.

Acessibilidade de pagamento

Os créditos pessoais têm diversas possibilidades de parcelamento, permitindo ao usuário a contratação da maneira que ele conseguirá pagar ao longo dos meses. 

Ou seja, o acordo pode ser em poucas parcelas, consequentemente reduzindo os juros do valor final. Ou, ainda, diluir o valor em vários meses, pagando um pouco mais de taxas, mas garantindo o acerto mensal até o vencimento.

Ficou mais fácil entender sobre o empréstimo pessoal, como funciona e porque pode ser uma boa opção para você? 

Vale a pena conhecer esse produto, avaliar suas condições e considerar essa opção quando houver necessidade de obter um valor emergencial, ou até mesmo para pagar uma viagem ou reformar a casa!

Porém, não se limite! Na hora de conseguir crédito extra para realizar aquele sonho tão esperado, muitas pessoas procuram o consórcio como alternativa aos empréstimos.

Veja as possibilidades que o consórcio oferece. Clique AQUI e faça uma simulação agora!

nv-author-image

Rebeca Müller

Rebeca Müller é formada em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especializada em Finanças pelo Instituto Coppead de Administração da UFRJ. Depois de 11 anos atuando diretamente com Planejamento Financeiro e Orçamentário em empresas privadas e órgãos públicos, Rebeca descobriu uma nova vocação: comunicação. Hoje, ela escreve para a Zelas Finanças, e seu conteúdo conta com a rica bagagem que acumulou ao longo de sua trajetória no mercado financeiro.

Marcações: