Início » Financiamento » Como fazer financiamento para cirurgia plástica

Como fazer financiamento para cirurgia plástica

descubra aqui como fazer financiameto para cirurgia plástica

O financiamento é uma das modalidades de crédito mais famosas do mercado. Mas, além de financiar imóveis e carros, essa negociação também se estende para serviços. Atualmente você consegue financiar viagens, festas e até realizar alguma cirurgia ou procedimento estético. Ficou interessado? Então venha descobrir como fazer um financiamento para cirurgia plástica. 

O que é e como funciona o financiamento para cirurgia plástica?

O financiamento é um tipo de crédito oferecido por bancos e instituições financeiras a fim de viabilizar financeiramente algum plano ou sonho de seus clientes. Ele funciona como uma compra em parcelas, em que o banco paga pelo procedimento em seu nome e você devolve esse valor em algumas parcelas com juros para a instituição. 

Para conseguir um financiamento com o intuito de realizar alguma cirurgia plástica ou procedimento estético, além de procurar um bom médico, você precisará pesquisar a melhor condição de pagamento. Dependendo do banco escolhido, a solicitação pode ser feita pela internet e os seus dados passarão por uma análise de crédito.

A análise é um dos processos mais importantes do financiamento. É nessa fase que a instituição financeira irá avaliar todas as suas informações. Você deve apresentar seu CPF, renda mensal e alguns outros documentos para o banco, pois eles precisam saber se você possui dívidas ou pendências financeiras em seu nome. Buscando evitar inadimplências, as instituições só aceitarão o financiamento se entenderem que você é um bom pagador.

Tudo aprovado, agora o banco mostrará a você o valor das parcelas e quais as taxas e juros que serão atrelados a elas. Geralmente, é esse valor que inviabiliza o negócio, mesmo que por algum tempo. Isso porque, com esses encargos, o valor final do financiamento costuma ser muito superior ao primeiro valor solicitado. Contudo, se você pode esperar um tempo para realizar sua cirurgia plástica, uma boa alternativa sem juros que opera a longo prazo é o consórcio

O consórcio também oferece modalidades exclusivas para quem deseja investir em um procedimento estético. Por isso, procure uma administradora ou uma instituição financeira de sua confiança e veja se essa opção te trará mais vantagens que o financiamento.

Estou negativado, posso solicitar um financiamento?

Infelizmente, quem está com o nome sujo deve recorrer a outra alternativa para financiar a cirurgia plástica. Como já falamos, o banco automaticamente descarta sua solicitação se durante o processo de análise de crédito seu CPF constar no SPC ou Serasa. Mas, se você precisar do procedimento e não pode esperar pela negociação das suas dívidas, procure por credoras que não consultem sua situação nos órgãos de proteção ao crédito.

No entanto, nessa situação, você terá que manter sua atenção redobrada quanto às empresas que oferecem esse serviço. Pesquise na internet pelo site e outras informações relacionadas à credora, não caia em golpes e cuide do seu dinheiro!

Quais cuidados devo tomar ao contratar um financiamento para cirurgia plástica?

Um financiamento seguro precisa ser feito por instituições financeiras de confiança. Só assim você terá o suporte adequado para casos de emergências ou se surgir alguma dúvida sobre o processo. É importante destacar que não existe um valor fixado para o financiamento de procedimentos estéticos, afinal, cada tipo de cirurgia possui seus custos. E é esse valor que influenciará diretamente no prazo de pagamento e na porcentagem de juros que serão indexados às prestações. 

Antes de chegar ao valor final, procure boas clínicas e tente fazer um levantamento dos valores cobrados por elas. Se você souber quanto terá que pagar, fica mais fácil saber em quantas parcelas ele poderá ser dividido.

Se tratando da negociação em si, antes de solicitar o crédito, é ideal organizar sua vida financeira para não passar apertos. Lembre-se de que, no financiamento, as parcelas sofrerão um acréscimo de juros, o que pode deixar as prestações mensais mais salgadas.

Em média, cirurgias plásticas podem chegar ao valor de R$35 mil ou mais. Você pode dividir essa quantia em, no mínimo, 48 parcelas. Veja se sua renda não sofrerá com o preço das parcelas e pesquise por condições acessíveis.

Escolha um bom médico

Tão importante quanto o pagamento, a escolha de um bom médico deve ser crucial para que o procedimento ocorra dentro dos conformes e que você não sofra nenhuma consequência ruim. Existem várias clínicas que cometem golpes e até utilizam materiais não confiáveis. Nesse sentido, é importante estar atento a todos os detalhes do estabelecimento, pois além do seu dinheiro, sua saúde também está em jogo!

Para escolher um bom médico, fique atento em algumas informações. Por exemplo:

  • Saiba se esse profissional possui o título de especialista em cirurgia plástica concedido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica;
  • Lembre-se que a cirurgia deve ser realizada em um hospital com um centro cirúrgico aprovado pela Anvisa;
  • Procure informações sobre a clínica e cirurgião pela internet, busque por outros pacientes e tente entrar em contato para saber mais sobre a sua experiência;
  • Não deixe de conversar com o cirurgião responsável pelo seu procedimento e tire todas as suas dúvidas.

Conclusão

Contratar um financiamento para cirurgias plásticas pode até ser simples, mas como toda a negociação, é preciso estar atento aos riscos. Pesquise clínicas e os custos envolvidos na realização da cirurgia, anote todos os valores e procure um banco confiável que possa liberar esse valor para você.

Todo o processo de liberação de crédito é simples e, apenas alguns dias após a assinatura do contrato, o dinheiro cai em sua conta. Por essa simplicidade, o financiamento cobra juros altos. Mas, como vimos, se o seu caso não for urgente, contratar um consórcio pode ser uma alternativa mais vantajosa.

Se você está negativado, busque quitar suas dívidas primeiro e depois procure uma instituição para viabilizar essa modalidade de crédito e conseguir realizar o procedimento estético. Não esqueça de ficar atento aos profissionais que realizarão a operação.

Procure saber quais os tipos de materiais serão utilizados no procedimento e não se esqueça que a sua maior prioridade é a sua saúde!

Saber como fazer um financiamento para cirurgia plástica é o primeiro passo para ficar mais perto do seu sonho!

nv-author-image

Rebeca Müller

Rebeca Müller é formada em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especializada em Finanças pelo Instituto Coppead de Administração da UFRJ. Depois de 11 anos atuando diretamente com Planejamento Financeiro e Orçamentário em empresas privadas e órgãos públicos, Rebeca descobriu uma nova vocação: comunicação. Hoje, ela escreve para a Zelas Finanças, e seu conteúdo conta com a rica bagagem que acumulou ao longo de sua trajetória no mercado financeiro.

Marcações: