Início » Financiamento » Financiamento de apartamento: veja como conquistar o seu!

Financiamento de apartamento: veja como conquistar o seu!

prédio com blocos de apartamento

Todos os meses novos prédios são finalizados nas grandes cidades, e até nas cidades menores a frequência de novos edifícios habitacionais só aumenta. Seja pelos valores mais acessíveis ou pela segurança, cada vez mais brasileiros idealizam o próprio apê. E o financiamento de apartamento entra como a melhor alternativa para fazer esse sonho virar realidade.

A boa notícia é que os financiamentos provavelmente são a melhor escolha para investir em um imóvel próprio, além de serem bastante acessíveis para a maior parte da população.

Com valores bem mais baixos do que as casas, os apartamentos são uma ótima opção para quem está planejando sair da casa dos pais para morar sozinho. É também uma boa alternativa para casais que desejam iniciar a vida a dois e até para pais e filhos, já que os condomínios oferecem muitas possibilidades de diversão para a família toda.

Como fazer um financiamento de apartamento?

Existem duas formas de financiar o apê dos seus sonhos: através de um banco ou direto com a construtora do prédio.

Direto com a construtora:

Essa categoria vem crescendo muito no Brasil e está cada vez mais popular por conta das facilidades oferecidas.

Se você cogita a compra de um apartamento novo ou na planta, essa pode ser uma boa saída. Isso porque as construtoras oferecem contratos mais descomplicados e você faz tudo direto com eles.

Você pode começar pesquisando os projetos em andamento na sua cidade diretamente com as construtoras. Com uma rápida pesquisa na internet dá para achar várias opções de apartamentos à venda ainda na planta ou unidades recém finalizadas.

Analise diversas opções, converse sobre as formas de pagamento de entrada e simule as parcelas que pagará ao longo dos anos. Investigue também a credibilidade da construtora. Esse é um dos poucos pontos negativos de optar por transações direto com as empresas: não há garantias se houver fraude ou atraso na entrega. Com os bancos, é mínima a possibilidade de você cair em algum esquema fraudulento.

Financiamento com banco:

Quando você compra um apartamento usado, existem três partes envolvidas. Você (o comprador), o vendedor do imóvel e o banco. O processo pode ser um pouco mais demorado, pois envolve mais etapas.

O financiamento de apartamento feito pelos bancos é um pouco mais burocrático, mas o lado bom é que existem muitas instituições. Você pode pesquisar diversas propostas, atentando sempre para as taxas de juros e outras taxas cobradas.

Atualmente, no Brasil, a Caixa Econômica Federal é líder em financiamento de imóveis, pois apresenta condições bem flexíveis. Por ser uma entidade pública, todo mundo tem direito de ter uma conta com eles, as agências da Caixa estão em território brasileiro. Mas, se você já possui conta corrente em outro banco, fale com seu gerente para avaliar o que eles lhe propõem.

No financiamento com o banco, o processo é mais ou menos assim: você pesquisa a média de preço de apartamentos que se enquadram no que você deseja. Não precisa bater o martelo ainda, mas sim saber valores para fazer uma simulação com o banco.

Depois disso você entrega sua documentação para análise de crédito. Enquanto eles fazem esse processo, você pode definir o imóvel que irá comprar. Se receber uma resposta positiva, é feita uma avaliação do apartamento e depois disso é só assinar o contrato.

É possível financiar 100% do valor do apartamento?

Em alguns casos é possível financiar o valor integral do apartamento, as regras variam para cada instituição bancária. Normalmente, apenas imóveis ainda na planta podem ser totalmente financiados, por isso muita gente opta por essa opção. Nesse caso, você não começa a pagar o financiamento enquanto o apartamento não estiver pronto.

Digamos que você feche o contrato em janeiro e a previsão de entrega é dezembro. Você terá todo esse período entre o começo e o final do ano para ir pagando um valor de entrada, parcelado, como se fossem as prestações do financiamento. Depois, quando a propriedade estiver pronta e for entregue, você passa a pagar o financiamento.

A diferença é que você paga a entrada direto para a construtora e não para o banco. Ou, mesmo que o financiamento do apartamento seja feito pela construtora, um valor não tem a ver com o outro. O percentual de entrada costuma ser negociado com cada comprador e muitas vezes é parcelado sem nenhuma adição de juros.

Há quem não goste de comprar na planta por não ter o apartamento disponível para mudança imediata, essa é uma boa forma de se organizar para oferecer uma entrada maior. Assim, o financiamento pode ser mais baixo e com parcelas mais confortáveis para o seu orçamento.

Também é positivo para quem quer economizar para a compra dos móveis! Quanto mais tempo a construtora leva para entregar o apê, mais tempo de planejamento para quem deseja ir comprando tudo gradualmente.

Quem pode fazer um financiamento de apartamento?

Muita gente acredita serem muitos os requisitos para fazer um financiamento imobiliário. Mas, na verdade, as exigências básicas são apenas três:

  • Ser maior de 18 anos;
  • Estar com o nome limpo nos órgãos reguladores de crédito como SPC e Serasa;
  • Ter como comprar renda estável;

Obviamente que, ao entrar com o pedido de análise de crédito, você terá que entregar outros documentos e comprovar outros dados. Mas é apenas o não cumprimento de um desses três requisitos que exclui imediatamente uma pessoa da possibilidade de fazer um financiamento.

Qual a documentação necessária para o financiamento do apartamento?

Chegou a hora de entregar a documentação para aprovação do financiamento? Então organize tudo com calma e só faça o envio quando tiver todos os papéis e comprovantes necessários.

Se você já possui vínculo com o banco, o processo fica mais fácil, já que eles podem acessar seus dados financeiros. Porém, eles ainda precisarão de documentos como:

  • RG;
  • CPF;
  • Certidão de Casamento (ou de Nascimento para os solteiros);
  • Comprovante de residência atualizado;
  • Comprovante atual de renda e contracheques;
  • Declaração do Imposto de Renda;
  • Carteira de Trabalho;
  • Extrato do FGTS caso você queira utilizar o fundo na compra do imóvel;

Com os documentos entregues, você aguarda a análise de crédito e o sinal de liberação do financiamento de apartamento. Pronto! Daí pra frente falta bem pouco para você finalizar o processo e começar a organizar a mudança.

Outras possibilidades

Contudo, você ainda pode optar por fazer um consórcio de apartamento. Essa é uma opção de planejamento a longo prazo, mas com possibilidade de compra a qualquer momento através de sorteios. Clica no link para saber mais!

nv-author-image

Rebeca Müller

Rebeca Müller é formada em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especializada em Finanças pelo Instituto Coppead de Administração da UFRJ. Depois de 11 anos atuando diretamente com Planejamento Financeiro e Orçamentário em empresas privadas e órgãos públicos, Rebeca descobriu uma nova vocação: comunicação. Hoje, ela escreve para a Zelas Finanças, e seu conteúdo conta com a rica bagagem que acumulou ao longo de sua trajetória no mercado financeiro.