Início » Financiamento » Conheça as possibilidades de financiamento de imóvel e escolha a melhor

Conheça as possibilidades de financiamento de imóvel e escolha a melhor

uma cozinha com mesa, cadeiras e quadros na parede

O sonho da casa própria chega para quase todo mundo na fase adulta e, ao longo dos anos, vai saindo do imaginário para passar à prática. E é também a maioria das pessoas que precisa optar pelo financiamento de imóvel para realizar essa conquista.

Isso porque, a compra de um imóvel exige um investimento alto, e raramente as pessoas possuem essas grandes quantias para fazer uma compra à vista.

Se você está pensando em fazer um financiamento de imóvel em um futuro próximo e precisa entender como esse processo funciona, no artigo de hoje nós vamos te ajudar a compreender todos os procedimentos necessários!

Como funciona um financiamento de imóvel

Quando você encontra o imóvel perfeito para as necessidades da sua família e decide pelo financiamento, o que ocorre é que o banco faz o pagamento total para o vendedor do imóvel. É como se o banco tivesse te emprestado o dinheiro para fazer a compra à vista e agora você precisa começar a devolver o valor para eles.

Ao assinar um contrato com o banco você define por quantos anos você irá pagar as prestações. Isso é decidido a partir de uma análise das suas condições financeiras, pois, normalmente, o valor das prestações mensais do seu financiamento não pode ultrapassar 30% do valor da sua renda familiar.

Os valores das parcelas podem aumentar ou diminuir durante a duração do financiamento. A quantia mensal que você paga se divide em amortização e juros. A amortização é a parte referente ao valor do imóvel, o dinheiro que você pegou emprestado, e os juros são relativos ao saldo devedor – por isso eles vão diminuindo ao longo dos anos, conforme você vai pagando sua dívida.

É sempre importante lembrar, antes de bater o martelo pela escolha de um financiamento de imóvel, que esse é um projeto a longo prazo. Você precisa ter planejamento financeiro, além da certeza de que deseja mesmo dar esse passo. A maioria dos financiamentos tem no mínimo 15 anos e às vezes pode chegar a 35 anos, dependendo do valor do imóvel comprado e do valor das parcelas mensais.

Tipos de financiamento imobiliário

Praticamente todos os tipos de imóveis podem ser financiados no Brasil. O que acaba variando são as condições de pagamento e cláusulas de contrato. É possível financiar casas e apartamentos, usados ou ainda na planta, mas cada um terá suas imposições.

Estas são as 4 categorias de financiamento de imóveis hoje:

Sistema Financeiro de Habitação (SFH)

O SFH é voltado para pessoas físicas e permite a compra de imóveis de até 800 mil (950 mil nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Distrito Federal e São Paulo). Tem taxas de juros de, no máximo, 12% ao ano; e as prestações não podem comprometer mais que 30% da renda familiar.  

Sistema Financeiro Imobiliário (SFI)

O Sistema Financeiro Imobiliário é feito para imóveis que ultrapassem 800 ou 950 mil, justamente para abranger as transações que o SFH não inclui. A taxa de juros é variável e não há limite de renda comprometida.

Direto com as construtoras

Embora a maior parte das pessoas ainda prefira financiar com bancos, é possível fazer sua compra direto com a construtora. O mais comum nesse caso é que estejam disponíveis apenas imóveis na planta. As condições variam para cada empresa.

Carteira Hipotecária

A diferença da carteira hipotecária em relação às categorias acima é que enquanto você não terminar de pagar sua dívida com o banco, o imóvel não fica em seu nome, mas sim no nome da instituição credora. De resto, as condições de pagamento são bem flexíveis.

Condições para financiamento de um imóvel

Cada instituição financeira irá exigir requisitos específicos, mas, em geral, o comprador precisa comprovar renda compatível com o valor de crédito requisitado, além de estar com o nome limpo e sem restrições.

É por isso que fica mais fácil financiar uma casa ou apartamento em casal, já que a renda dos dois será considerada no cálculo. Você pode fazer simulações nos sites dos bancos para ter uma ideia de quanto ficariam as prestações do seu imóvel, assim você também pode visualizar melhor as porcentagens de juros e outras taxas incluídas por cada instituição bancária.

As variações nas condições para financiar um imóvel se caracterizam de acordo com a modalidade de financiamento (que explicamos no tópico acima). Quando você começar a cogitar um financiamento você pode visitar diferentes instituições para conversar sobre as oportunidades oferecidas.

Dependendo da modalidade de financiamento que você escolher, há a possibilidade de usar recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) caso você tenha vínculo empregatício por mais de 3 anos. Você pode utilizar o valor para dar uma entrada no imóvel, para o pagamento de prestações ou até mesmo para quitar a propriedade.

Documentação para um financiamento de imóvel

Como já falamos, você pode conferir as condições específicas diretamente com o seu banco ou construtora de sua preferência. Mas, existe uma lista padrão de documentos para você já ir se preparando:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de endereço;
  • Comprovante de estado civil (solteiros entregam a certidão de nascimento);
  • Cadastro Positivo (caso haja);
  • Comprovante de renda através de holerites (para assalariados);
  • Extratos bancários;
  • Declaração de Imposto de Renda;
  • Carteira de Trabalho;
  • Extrato de FGTS (para quem deseja usar o saldo de FGTS na compra);

É importante frisar que caso a compra seja uma aquisição em casal, é preciso entregar a lista de documentos relacionada aos dois parceiros.

Avaliação do imóvel

Após escolher a propriedade que você deseja comprar, você pode fazer uma simulação de prestações antes de iniciar o processo com o banco. Após reunir toda a documentação necessária e passar pela pré-aprovação, chega então a hora da etapa de avaliação do imóvel.

Este é o último passo no processo de compra, e é um requisito essencial para o banco. É feita uma visita ao imóvel com um time de profissionais que decidem se o bem se encontra nas condições exigidas pela instituição bancária.

Após a vistoria, se tudo corresponder com os requisitos básicos, o processo segue para aprovação e, finalmente, a assinatura do contrato.

E então, conseguiu entender melhor como acontece o financiamento de imóvel? A partir dos pontos que esclarecemos você já pode delinear melhor seu plano de ação e começar a fazer diversas simulações de negócio!

Aproveite também para conhecer o que é um consórcio e considerar essa possibilidade para a aquisição do seu imóvel também!

nv-author-image

Rebeca Müller

Rebeca Müller é formada em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especializada em Finanças pelo Instituto Coppead de Administração da UFRJ. Depois de 11 anos atuando diretamente com Planejamento Financeiro e Orçamentário em empresas privadas e órgãos públicos, Rebeca descobriu uma nova vocação: comunicação. Hoje, ela escreve para a Zelas Finanças, e seu conteúdo conta com a rica bagagem que acumulou ao longo de sua trajetória no mercado financeiro.

Marcações: