Início » Financiamento » Como conseguir um financiamento para construção e como funciona essa opção?

Como conseguir um financiamento para construção e como funciona essa opção?

uma sala em construção, com uma betoneira e um trabalhador ao fundo

Ao pensar em financiamento, é bem comum que as pessoas acreditem que essa modalidade seja válida apenas para imóveis já prontos. E, de fato, o financiamento para construção não é tão debatido quanto os outros tipos, e nem são todos os bancos que oferecem essa opção.

Mas calma que estamos aqui pra te dar uma boa notícia: existe financiamento para construção do zero, para obras parciais e até para a reforma da casa própria. Fique com a gente até o final deste artigo que hoje vamos falar sobre como funciona e como você pode conseguir um financiamento para construção da sua casa dos sonhos!

Como funciona?

Assim como em um financiamento imobiliário, para iniciar o processo de solicitação de financiamento para construção você precisa estimar qual o custo da obra. Os bancos normalmente não financiam 100% do valor, então prepare-se para bancar entre 10% e 30%, em média.

Nesta estimativa você deve inserir todos os gastos envolvidos na construção da casa. Ou seja, dos materiais como cimento até os honorários dos profissionais responsáveis pela obra. É melhor prever esses valores antes de finalizar seu contrato, caso contrário você terá que tirar do seu bolso os valores extras que surgirem.

Se em um financiamento de casa o banco paga o valor na íntegra para o vendedor do imóvel, no financiamento de construção as coisas são um pouco diferentes. 

Caso a sua obra seja feita através de construtora, o banco transfere mensalmente uma quantia para que a empresa faça o serviço todo. Se você fizer a obra por conta própria, com um arquiteto e engenheiro de sua escolha, o banco vai liberando o dinheiro na conta indicada por você. Você não recebe o dinheiro todo de uma vez, mas sim gradualmente, conforme o andamento das obras.

Algumas instituições financeiras podem até enviar profissionais à obra regularmente para conferir se o desenvolvimento do projeto corresponde com o esperado e com a verba já liberada.

Por que optar pelo financiamento para construção?

Um problema recorrente de quem quer construir e não se planeja bem é cair na tentação do fácil acesso a outros meios de financiar a obra. Por não saber que existe financiamento para construção, muita gente cai na armadilha de usar empréstimo pessoal ou então cartão de crédito e cheque especial.

Fique longe dessas opções, pois os juros costumam ser altíssimos e você pode perder o controle das contas e acabar se enrolando com o banco! Além de gastar mais dinheiro do que o necessário, você também atrasa a obra.

Quando você compra materiais aos poucos eles saem com valor mais elevado do que se fossem encomendados em quantidade. Com mais dinheiro na mão através do financiamento, você agiliza os processos e faz compras mais econômicas. 

Quem opta por ir fazendo a construção gradualmente, com dinheiro que sobra ocasionalmente, além de levar muito tempo para finalizar o projeto, pode acabar desperdiçando materiais que estragam ou sofrendo com a constante inflação dos preços.

Em compensação, com as quantias liberadas pelo banco, você pode pagar os materiais à vista, o que faz o preço total baixar. Já pensou se tivesse que parcelar as compras relativas à obra no cartão de crédito? Qual seria seu poder de negociação? Praticamente nenhum, certo?

Cada instituição bancária possui uma porcentagem de juros diferente, mas certamente as taxas de juros de financiamento serão menores que os juros de cartão de crédito ou cheque especial.

Como fazer?

Analise as opções disponíveis no mercado e o que mais se encaixa para o seu perfil. Dois dos bancos mais reconhecidos pelo financiamento para construção são o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal. As condições são flexíveis e as taxas de juros moderadas.

A Caixa vem aumentando nos últimos anos a disponibilidade de crédito para compra de terrenos e construção de imóveis, pois percebeu que há muita procura por essa modalidade. Por essa razão, está mais fácil fechar esse negócio hoje em dia do que há alguns anos.

Diferentes planos para diferentes necessidades

Alguns planos permitem o financiamento de terreno e construção. Se esse for o seu caso, basta escolher um lote de sua preferência e fazer uma simulação com o banco para ver as condições disponíveis.

Se você já tiver o terreno, simule apenas o valor referente à obra. O banco irá analisar se o valor requisitado confere com o porte do projeto proposto. Além disso, você precisa comprovar que possui renda compatível para poder pagar as parcelas do financiamento até o fim.

O que normalmente os bancos exigem é que o valor da prestação mensal não comprometa mais que 30% da sua renda familiar bruta. Um ponto positivo é a possibilidade de inserir a renda do casal nesse cálculo, quando for o caso. E também dá para utilizar o saldo do FGTS se o financiamento for feito pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH)

A principal condição para o uso do fundo de garantia é que você tenha trabalhado com carteira assinada por pelo menos três anos. Tire um extrato para ver como está o seu saldo e o saldo do seu cônjuge. Como só é possível utilizar o FGTS de um dos dois, observe qual deles é mais vantajoso.

Se o seu financiamento for por SFH, o processo todo é bem semelhante ao de financiar um imóvel já pronto. Nesse caso, a diferença é que os recursos são liberados gradualmente para que você faça as compras de materiais e realize todos os pagamentos relativos à obra.

Aqui vai um lembrete de porque é muito importante se planejar financeiramente: a garantia do financiamento é o próprio imóvel. Na alienação fiduciária, o banco pode tomar o bem do proprietário em caso de inadimplência. Se programe e pague as parcelas em dia!

Conclusão

E então, depois de ler este artigo até o final, você já consegue visualizar o início da obra que vai projetar a casa dos sonhos para você e sua família? Não perca mais tempo e vá logo analisar as opções de financiamento de construção que o mercado oferece!

Uma boa opção para fazer uma construção e reforma é conhecer mais sobre os consórcios, que também possibilitam a realização de forma planejada. Veja aqui o que é um consórcio e como funciona!

nv-author-image

Rebeca Müller

Rebeca Müller é formada em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especializada em Finanças pelo Instituto Coppead de Administração da UFRJ. Depois de 11 anos atuando diretamente com Planejamento Financeiro e Orçamentário em empresas privadas e órgãos públicos, Rebeca descobriu uma nova vocação: comunicação. Hoje, ela escreve para a Zelas Finanças, e seu conteúdo conta com a rica bagagem que acumulou ao longo de sua trajetória no mercado financeiro.

Marcações: